Vidro contra Plástico. Quem ganha esse Duelo?

Do ponto de vista dos debates em torno do ambiente e da sustentabilidade, esse duelo é muito válido porque aponta qual material é mais viável para o armazenamento de alimentos e bebidas produzidas pela indústria.

Vejamos então, esse embate, entre uma garrafa de vidro e outra de plástico, na tabela abaixo:

Garrafa de vidro Garrafa de plástico
Matéria-prima “ Emprega-se carbonato de sódio e cálcio, além da sílica Petróleo
Fabricação” Processo de fusão a mil e quinhentos graus. O processo de sopro é feito a novecentos graus Envolve várias etapas:

  • Extrusão
  • Injeção
  • Sopro
  • Vácuo
  • Ondeamento
  • Compressão
  • Corte
  • Prensa
  • Furos
  • Tingimento
Reciclagem” É 100 % reciclável e pode originar uma garrafa igual a que foi destruída e incorporada ao processo de reciclagem Não é 100% reciclável e o material é misturado e empregado na produção de outros objetos diferentes da garrafa original
Tempo de degradação” Cerca de 10 anos Cerca de 500 anos. Nesse longo processo de degradação, as garrafas de plástico causam um grande problema Ambiental e de saneamento básico. Elas poluem o solo e o mar, além darem trabalho para uma desentupidora ao provocarem entupimentos em galerias pluviais
Quantidade de vezes que pode ser utilizada” 100 vezes 25 vezes

Do ponto de vista industrial, as garrafas de plástico são mais fáceis de manipular do que as garrafas de vidro. As vantagens das garrafas de plástico podem ser notadas no peso (elas são mais leves), na facilidade de manipulação (as garrafas de plástico não quebram quando estão vazias), não existia (até bem pouco tempo atrás, no Brasil) a necessidade de coletar os vasilhames e, portanto, as garrafas de plástico eram sumariamente descartadas.

Já as garrafas de vidro, como podemos verificar na tabela, são 100% recicláveis. Esse fator, por si só, já é um grande alento para as questões ambientais e de sustentabilidade. As garrafas de vidro são retornáveis, ao contrário das garrafas de plástico. E enquanto as garrafas de vidro podem ser utilizadas cerca de 100 vezes antes de serem encaminhadas para a reciclagem, as garrafas plásticas só podem ser reenchidas 25 vezes.

Sendo assim, do ponto de vista do Ambiente e da sustentabilidade, as garrafas de vidro vencem o duelo e deveriam substituir o plástico em todos os processos.