Viajar com Criança é uma Tarefa Fácil?

Não. Não é!
Porém não é uma tarefa impossível. O que precisa é planejamento e organização.
Alguns cuidados com durante o voo, carro, ônibus são necessários. E também algumas dicas sobre autorizações judiciais para viagens internacionais precisam de alguma atenção.

Viajar com Criança é uma Tarefa Fácil?

Viajar com Criança é uma Tarefa Fácil?

Atualmente viajar com crianças requer documentação específica por conta da onda de sequestros e estas burocracias podem fazer de qualquer passeio de férias em família em um pesadelo, caso não estejam bem esclarecidas.

Abaixo algumas dicas fornecidas pelo Blog Viajar-bem:

CUIDADOS NO VOO
– Para quem viaja de avião, é preciso um cuidado a mais. É importante etiquetar a bagagem com nome, endereço e telefone para contato. No caso de malas com cores mais comuns, como preta e azul, é interessante colocar também um chaveiro ou adesivo para facilitar a identificação.

NO DESTINO FINAL
– Uma vez na cidade escolhida, os pais terão de ficar atentos para que as crianças fiquem em segurança, tenham como se divertir e se alimentem adequadamente. A nutricionista Joana Lucyk lembra que os pequenos precisam se alimentar de três em três horas, para não dar brechas a dores de cabeça, enjoos, náuseas e cansaços. Seguir a instrução da especialista, porém, nem sempre é fácil. Algumas crianças não gostam de parar a diversão para comer, causando estresse nos pais.

DICAS
– Outra forma de aumentar a segurança dos pequenos e conseguir tempo para descansar, é optar por hotéis e resorts com programação infantil e profissionais treinados.
– As crianças também merecem saber o que está sendo programado para as férias. Dizer para onde a família vai e o que elas poderão fazer ajuda a deixá-las menos ansiosas, além de ser um bom momento para os pais passarem orientações.

Vai de quê?
Dependendo do transporte escolhido, algumas medidas podem tornar a viagem mais fácil

DE CARRO
– Faça revisão completa do veículo, calibre e verifique o estado dos pneus.

– Em viagens mais longas, pare de quatro em quatro horas para relaxar, fazer um lanche e esticar as pernas.
– À noite, pare para dormir em algum lugar. Dirigir com sono pode ser arriscado para todos.
– Leve frutas, água e biscoito, para quando a fome e a sede apertarem.
– Tenha também rolos de papel higiênico para casos de emergência.
– Não esqueça da cadeirinha adequada para carregar a criança no veículo.

DE ÔNIBUS
– Separe alimentos como frutas e biscoitos, além de água.
– Lembre-se de levar papel higiênico ou caixa de papel, porque alguns banheiros não dão esse suporte.
– Leve brinquedos para a distrair as crianças.

DE AVIÃO
– Leve remédio para dor de ouvido, caso a pressão interna do avião cause incômodo.
– Leve brinquedos, mas nada muito barulhento ou que precise de espaço para que a criança brinque.
– Em voos com menos de duas horas, tenha biscoitos ou frutas à disposição. Em voos de maior duração, leve um lanche.

NÃO PODE FALTAR
– Documentos (como a certidão de nascimento da criança e a autorização judicial, em casos de pais separados), cartão de vacinação em dia, minifarmácia abastecida com remédios e curativos, fraldas descartáveis, roupas extras, mamadeira, chupeta, papinha, agasalho, mala etiquetada, brinquedos, protetor solar (para maiores de seis meses), repelente, boné.

(Fonte: Blog Viajar-bem)

Alguns sites e blogues na internet oferecem conteúdos específicos sobre como viajar em família.

Um excelente exemplo é o Viajando na Maternidade. Escrito pela mamãe Carol Garcia, o blog interage com outra mães trocando experiências. Outro bom exemplo é o Viajo com meus Filhos.