Religião: O que vem a ser isto?

Ao analisarmos a palavra em si, na sua mais estrita acepção, veremos que nos fala sobre religar ou simplesmente ligar novamente. E isto é o que ela nos quer dizer na sua origem em latim “religio”. Muitas pessoas confundem o verdadeiro sentido desta palavra, e isto tem sido fatal para elas. Vamos tentar entender o porquê, com um breve comentário sobre ela, nos atendo ao seu principal significado, qual seja, o de religar.

Oque é religião?

Oque é religião?

Pois muito bem, nos é bastante lógico que religar indica que algo ou alguém esteve em uma condição anterior de ligado ou unido a também algo ou a alguém. Como falamos de uma palavra que trata de crença ou ainda mesmo de fé, e isto somente poderia originar no ser humano, estamos, portanto, tratando do sentido de alguém ligado a outro alguém. Mas, para sermos religados precisaríamos estar ligados a alguém antes, e é este alguém que vai solucionar esta importante questão. Deus criou o mundo, mas, não para que o mundo vivesse independentemente dEle. Todavia, o homem tem, desde o princípio de sua criação, uma tendência muito grande a se afastar do seu Criador, por entender que não precisa dEle.

Dando ouvidos à voz do seu arquiinimigo, Satanás, sacudiu de si a soberania de Deus e se afastou dEle, desligando-se de Deus pela desobediência. Caindo no desalento, busca agora um super eu dentro si para conseguir sobreviver, e se “emburaca” nas drogas, na prostituição, nos remédios controlados, nos divãs dos analistas, tentando entender o porquê de suas mazelas. Nesta busca insana pela salvação de sua alma, o homem criou para si diversos caminhos, entre eles o da adoração de ídolos que ele mesmo cria de pedaços de madeira, de ferro, gesso ou até mesmo de ouro e prata. A estes ele se liga fortemente e se submete, achando que neste procedimento de prostituto cultual ele está seguro. Quando vem a aflição e a angústia, o seu ídolo de pau ou de pedra, ou ainda de ouro ou prata, fica ali onde foi colocado, calado, não se move e não emite nenhum som, ainda que o homem se derreta em copiosas lágrimas de crocodilo. Ao Seu Criador, nada.

Para este desligamento, no entanto, foi criado um santo remédio, que tira das costas do homem a carga do seu pecado, que o separou da figura paterna do Criador: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim”. Ele disse “o caminho” e não “um dos caminhos”, portanto, não adianta ao homem, que se desligou de Deus por sua própria vontade, procurar escape da condenação por meio de “outros caminhos”, por mais convidativos que estes lhe possam parecer, pois para isso só há uma solução: Religar-se a Deus, que tem todo o poder para salvá-lo e restabelecer a comunhão dos tempos da criação. Esta religação se dá por intermédio da aceitação tácita de quem pode, efetivamente, reconduzi-lo ao Caminho, o grande Eu Sou. Religião, esta palavra significa mesmo religado, ou novamente ligado por um Caminho, o único: Jesus Cristo, o Rei dos reis e Senhor dos senhores. O Único.

  • Manoel

    Texto bem escrito, porém tendencioso. Uma pena!

    • Sérgio Eduardo

      Prezado Manoel, fico-lhe grato pelo seu comentário e, creio eu, que é sempre bom para quem escreve receber críicas para melhorar o seu trabalho. Eu vivi quarenta e cinco anos de minha vida no mundo, em meio às drogas, à prostituição, ao adultério, às riquezas, e às bebedices. Enfim, creio que tenha um pouco de bagagem para entender certas coisas, como também para reconhecer certos caminhos pelos quais não devo me enveredar. Hoje, graças a Deus, sou um servo do Senhor, comprado deste mundo pelo sangue de Jesus. Aquele que é espiritual entende as coisas de Deus, porque elas se discernem espiritualmente, e ele de ninguém é discernido. Mas, buscando encontraremos, não é mesmo? Grande abraço, e mais uma vez obrigado.