Projeto de Necessidades para Formação de um Laboratório de Informática

Projeto de necessidades da formação de um laboratório de informática para:

Uma Clinica de reabilitação

Laboratório de Informática

Laboratório de Informática

Esse grupo trabalha na construção e vivência de projetos nas áreas de saúde e educação para crianças, jovens e adultos portadores de disfunção sensorial motora, mental e/ou psicossocial. Criaram um Projeto Educacional, que abrange o ensino desde a educação infantil e escolaridade para alunos portadores de disfunção neuro-motora. O objetivo é a educação de crianças adolescentes, jovens com distúrbios do desenvolvimento neuro-motor, cognitivo, intelectual e sócio afetivo, capacitando o aluno para seguir seu caminho dentro da educação especial ou ensino regular. Desenvolveram uma metodologia própria por meio de combinação de vários recursos pedagógicos que envolvem: informática, música e arte, proposta diferenciada para alunos de baixa visão.

O computador é uma ferramenta fundamental, facilita o trabalho, apóia os processos de ensino e aprendizagem, além de permitir o acesso a um mundo de possibilidades digitais. Desempenha importante universalização dos educadores desse grupo. Ao introduzir novas concepções de tempo e espaço, a presença do computador no ambiente escolar contribui, para mudanças significativas na instituição e influem nas decisões a serem tomadas pelos profissionais envolvidos. Os alunos da Clinica são pessoas com diversas limitações; temos que pensar no método que vamos utilizar com o objetivo de unir a educação à informática dentro dos limites propostos pelo grupo de profissionais que são: fonoaudiólogos, pedagogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e voluntários. Os alunos têm dificuldades diversas como: linguagem, escrita, aprendizado, coordenação motora e baixa visão, com todo esse diferencial de funcionalidades é preciso adequar hardware e software as necessidades das mesmas. Para os que têm dificuldade em relação à fala funcional, utilizaríamos um software COMUNIQUE, a partir da escrita o programa promove a fala; para os que têm dificuldade motora e não cognitiva, adequaremos teclado com Colméia e mouse com roller boll, e um PRÉ-EDITOR DE TEXTOS que auxilia a digitação; essas adequações serão utilizadas para escrita, comunicação, avaliação no aprendizado, estímulos através do acesso a rede de comunicação; para os com dificuldade de visão software com som, como o WINVOX , LECTURADETEXTOS, e outros disponíveis para download na internet, totalmente sem custo.  Atualmente contam com seis computadores Pentium 2, com 1Ghz, 500MB, tipos que não comportariam nenhum desses programas. Dentro das necessidades delas vamos projetar um laboratório de informática no GHRAU que além dos softwares indicados acima faremos outras sugestões descritas a seguir.

No planejamento de um laboratório de informática são necessários, softwares, no caso da Clinica específicos e muitos outros itens importantes que vamos relacionar abaixo:

– 15 computadores,Intel Core i7– 2.80 GHz – 3 GB, a partir disso é necessário;

1° definir um antivírus adequado;

2° manter todos os softwares do laboratório protegidos contra gravação;

3° ter sempre um disco de boot;

4° ter cópia dos principais arquivos do sistema e da rede

5° manter um sistema de segurança por senha para acessar servidor

6° sala ou salas com iluminação e refrigeração adequada para os equipamentos.

7° a escola conta com voluntários e funcionários que receberiam orientação para cuidar das máquinas e softwares, os alunos precisam do acompanhamento dos profissionais responsáveis pela atividade proposta, pedagogo, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional,

8° poderíamos ter voluntários para cuidar da parte técnica, e estagiários em informática para auxiliar a formação do projeto.

Acredito, que para essa mudança na educação é preciso o contato com novas possibilidades, e a reflexão resulta em projetos para novas teorias de aprendizagem com descobertas da tecnologia associada.