Pantanal – Patrimônio Ecológico Da Humanidade

Pantanal é patrimônio ecológico da humanidade

Pantanal é patrimônio ecológico da humanidade

Para quem não sabe, o Pantanal é considerado a maior planície alagável do planeta, ocupando grande parte do centro oeste brasileiro e se estendendo também pela Argentina, Bolívia e Paraguai, com aproximadamente 210 mil km2.

Sabe-se que essa imensa planície é caracterizada por terrenos muito vastos e planos, cuja altitude média é pouco superior a 100 metros, onde se sobressaem algumas elevações como as “cordilheiras”, as serras e os morros isolados, e depressões pouco profundas que são preenchidas pelas águas dos rios, lagoas e banhados durante a maior parte do ano.

Fauna e flora

A fauna do Pantanal é rica e muito diversificada, o que contribui para abrigar inúmeras espécies de mamíferos, aves, répteis e peixes. E segundo especialistas, são aproximadamente 242 espécies de peixes (onde se destacam a piranha, o pacu, o pintado e o dourado), 650 espécies de aves (destacando-se os tucanos, os papagaios, as araras, as garças e emas), além de 110 espécies de mamíferos e 50 de répteis.

A flora do Pantanal também é riquíssima, possuindo uma extensa variedade de árvores, plantas e ervas ( algumas com vigoroso potencial medicinal ), tanto que nesta região podem ser encontradas até espécies da Amazônia, do Cerrado, além do Chaco Boliviano. E segundo a Embrapa, são aproximadamente 1500 espécies de plantas. Nas planícies pantaneiras ( região que alaga durante as cheias ) podem ser encontradas uma vegetação de gramíneas; já nas regiões intermediárias é comum a ocorrência de pequenos arbustos e vegetação rasteira e nas regiões consideradas mais altas, encontram-se as árvores de grande porte, entre as quais se destacam a aroeira, a figueira, o ipê, a palmeira e o angico.

Hidrografia e clima

A principal bacia hidrográfica do Pantanal é formada pelo rio Paraguai e seus maiores afluentes, totalizando 1400 km de extensão dentro do território brasileiro. São Lourenço, Miranda e Taquari são considerados os principais afluentes dessa bacia hidrográfica do rio Paraguai.

O clima do Pantanal é predominantemente tropical, quente e úmido no verão, com temperatura média geralmente em torno de 25º C, e mais seco e frio durante o inverno, com a temperatura em torno de 21º C. E segundo os pantaneiros, o período seco, que vai de maio a setembro, é ideal para qualquer visitação.

Vê-se, portanto, que o Pantanal é de fato um dos biomas brasileiros mais espetaculares; e se for devidamente preservado, não só pelos órgãos ambientais e pelos pantaneiros, mas também por todos nós, ele continuará a confirmar o seu caráter de patrimônio ecológico da humanidade, pela raridade, pelo banco genético e pelo atrativo turístico sem igual – o que até hoje nos enche muito de orgulho!