Os Dois Principais Tipos de Câncer de Mama

A incidência do câncer de mama vêm aumentando ano após ano, principalmente nos países ocidentais; devido entre outros motivos á elevada carga de fatores geradores de mutações cromossomicas aos que a mulher moderna fica exposta: Contaminantes e pesticidas na alimentação, consumo abusivo de fumo e alcool, reduzida atividade física e um elevado nível de “stress”; isto somado ao protelamento na geração de filhos, fazendo com que os partos a termo ocorram em idades cada vez mais tardias,  e acrescido na diminuição do aleitamento por períodos breves de tempo, tem sido apontados como os principais causadores do explosivo incremento desta neoplasia nos últimos anos.

É fundamental que a mulher atual, tenha consciência do risco que corre e que tome atitudes vitais na prevenção;  sabe-se que o auto-exame a partir dos vinte anos e da mamografia realizada depois dos quarenta tem servido para diagnosticar numa etapa precoce muitos casos, evitando assim as graves complicações da descoberta da doença em estados avançados.

Um fator muito importante a ser levado em conta refere-se ao tipo do tumor que origina o câncer de mama, imaginando a glândula mamária como uma estrutura produtora de leite, poderíamos compara-la a um cacho de uvas onde os frutos representam os lobulos que são as unidades produtoras de leite e os ductos as hastes por onde flui o precioso liquido ate chegar ao mamilo. Os dois principais tipos de tumores iniciam-se nessas duas regiões, temos assim o carcinoma ductal que representa a imensa maioria (mais de 80 por cento dos casos) e o carcinoma lobular (entre 5 e 15 por cento) é o segundo mais comum; outos tipos são  mais raros de ocorrrer.

A apresentação clínica dos dois tipos é diferente, apesar de seu tratamento e prognóstico serem muito semelhantes, no tipo ductal o aparecimento de um unico nódulo numa das mamas é o sintoma inicial que mais prevalece ; já no tumor do tipo lobular a ocorrência é  as vezes bilateral (nas duas mamas) e multifocal (varios nódulos) que  em varias ocasiões dificultam sua palpação e detecção mamografica passando despercebido e sendo identificado com dimensões maiores do que as imagens inicialmente sugerem; nos dois casos a existência de abaulamentos, retrações da pele ou inversão do mamilo são elementos sempre sugestivos de um possivel tumor; tanto uns como outros podem tornar-se invasivos causando as metástases ou  seja sua propagação e implantação em outros orgãos que são ao final de contas os causadores pelo número crescente de óbitos originados pelo câncer de mama.

Fica então um apelo a todas as mulheres no sentido a se proteger e se preocupar na prevenção desta doença, tendo uma alimentação saúdavel, evitando o consumo exagerado de alcool ( o consumo abusivo está associado ao aparecimento do câncer do tipo lobular) á prática de exercicios físicos desde a juventude e fundamentalmente aos exames de rotina e á visita períodica a um médico mastologista o especialista nesta área.