O que fazer quando o celular cair na água?

Os celulares comercializados no Brasil, por serem componentes relacionados às telecomunicações, precisam receber o certificado de homologação Anatel antes que sejam vendidos. O processo de homologação tem o objetivo de realizar testes que assegurem que o produto é de qualidade, não compromete outros sistemas de telecomunicação e não oferece nenhum tipo de risco à segurança do consumidor.

Para obter essa garantia, os aparelhos são submetidos a determinados testes que avaliam todas as suas propriedades. Dessa forma, comprar um celular (desde que seja legalizado) no Brasil é um procedimento seguro. Ainda assim, há riscos que podem comprometer a integridade e o funcionamento do aparelho. Entre eles, a queda do celular na água é um motivo de muita preocupação. Confira, a seguir, algumas dicas sobre o que é possível fazer nessas circunstâncias:

Retire o aparelho da água

A primeira reação, a ser tomada imediatamente, é retirar o celular do local em que caiu, livrando-o do contato com a água. É muito importante não tentar ligar o aparelho neste momento, pois há o risco de danificar os componentes.

O que fazer quando o celular cair na água?

Remova seus componentes

Abra o aparelho e retire tudo aquilo que for possível, sobretudo a bateria. Tampas, chips, conectores, entre outros itens, devem ser retirados para facilitar o processo de secagem. Se o aparelho tiver caído em água salgada, é necessário lavá-lo, depois de todos os itens terem sido removidos, em água doce.

Seque cada item

Individualmente, seque cada componente e o próprio aparelho o quanto antes. Isso pode ser feito com toalhas ou papeis com boa capacidade de absorção da umidade. Neste momento, qualquer esforço para secar os componentes é válido. Por isso, é possível utilizar também aspiradores de pó que otimizem o processo. É importante salientar, no entanto, que o uso de secadores de cabelo é contraindicado, pois pode superaquecer o aparelho. Evite tudo aquilo que possa aquecer o celular.

Absorva a umidade

Após esse procedimento, a dica é utilizar uma substância dessecante, isto é, que absorva a umidade com mais profundidade. O gel de sílica, comumente encontrado em sachês, é uma boa opção para essa finalidade. Se não o encontrar, uma opção mais fácil é colocar o aparelho e seus componentes em um recipiente com arroz cru. Deixe-os completamente imersos nos grãos de arroz por uma dia (ou uma noite).

Teste

Depois de todos esses procedimentos, coloque os itens sobre um papel ou toalha por mais seis horas. Se ainda estiverem úmidos, repita os procedimentos citados acima. Se estiverem completamente secos, é hora de testar o telefone (de preferência 24 horas após o surgimento do problema). Recoloque todos os componentes do celular e tente ligá-lo. Se o celular ligou, verifique se está funcionando corretamente.

Procure ajuda especializada

Se o celular não ligou, ou ligou mas está apresentando problemas, é preciso levar o aparelho para a assistência técnica. Explique exatamente o que aconteceu e todas as medidas que foram tomadas, pois quanto mais bem informado o técnico estiver, melhor será a execução de seu trabalho. Pode ser que seja necessário apenas trocar a bateria ou algum outro componente. No entanto, também há a possibilidade de não haver meio de salvar o celular e você ter que adquirir um novo.