O Problema da Ejaculação Precoce

Os problemas de ejaculação afectam vários homens à escala mundial, incluindo em Portugal. Entre os principais problemas de ejaculação destacam-se a ejaculação retrógrada, a ejaculação retardada e a ejaculação precoce, sendo este último o mais frequente e consequentemente o que causa mais preocupação. A ejaculação precoce afecta 1 em cada 4 homens e caracteriza-se pela ejaculação aquando das relações sexuais em menos de 2 minutos após a penetração. Os episódios de ejaculação precoce podem ser esporádicos, o que não é motivo para preocupação, ou frequentes, os quais exigem um diagnóstico e um tratamento adequado.

Quando a ejaculação precoce se torna frequente pode ter diversas causas, que vão desde os problemas físicos, como alterações cardiovasculares, aos problemas psicológicos, como a ansiedade da prestação, o nervosismo e o stress. Quer os problemas de ejaculação se devam a factores físicos ou psicológicos, esta condição tem tratamento, que pode ir desde a terapia medicamentosa à ajuda psicológica.

Actualmente o único medicamento de prescrição disponível para tratar a ejaculação precoce é o Priligy®, cujo princípio activo é a dapoxetina. O Priligy® é um antidepressivo leve, concebido especificamente para tratar os problemas de ejaculação precoce. Ao actuar no reflexo de ejaculação, a dapoxetina inibe este processo, permitindo uma melhoria na performance sexual entre os 200 e os 300%.

O Priligy® é um medicamento de prescrição e como tal tem efeitos secundários associados. Estes são na sua maioria ligeiros e temporários, porém, não deixam de ser sujeitos a aconselhamento médico. A marcação de um consulta presencial ou online é fundamental para conhecer as causas da ejaculação precoce e o tratamento que mais se adequa a cada paciente. Comprar um medicamento para a ejaculação precoce como o Priligy® sem supervisão médica, é ilegal e um risco potencial para a saúde. A ejaculação precoce é um condição perfeitamente tratável com o auxílio de medicamentos sujeitos a receita médica e/ou terapia, pelo que não há motivos para constrangimento ou embaraço em relação a este problema.