O Movimento Artístico Pop Art

movimento artístico Pop Art

Movimento artístico Pop Art

A Pop Art foi um movimento artístico surgido na Inglaterra, em meados da década de 1950. Apesar do nome, que traduzido quer dizer “arte popular”, o movimento não foi feito por artistas das camadas populares. Na verdade, trata-se de um conjunto de manifestações que elevam ao status de arte diversos aspectos da cultura de massa, produzida para o consumo do grande público através dos meios de comunicação massivos. Não só a produção cultural, mas também os produtos que simbolizavam a força da sociedade industrial foram apropriados pela Pop Art.

Ao trazer para as obras ícones criados pela sociedade industrial, que passam a ser ao mesmo tempo fonte de inspiração e matéria-prima para a criação artística, a Pop Art embaralha as fronteiras entre a arte e o mundo que a cerca, entre o artista e o contexto em que ele vive. Tratava-se da contestação do conceito convencional de arte. O movimento promoveu também o questionamento da própria sociedade da época, marcada pela industrialização e pelo consumo.

Apesar de ter surgido na Inglaterra, foi nos Estados Unidos, na década de 1960, que a Pop Art se estabeleceu e ganhou notoriedade mundial. Os artistas se apropriavam de imagens e símbolos bastante usados pela publicidade para a partir deles fazer suas obras, sempre com o objetivo de misturar a arte ao cotidiano das pessoas. Comerciais de televisão, material gráfico de campanhas publicitárias e quadrinhos estão entre as fontes de inspiração dessas obras. Os materiais usados eram pouco convencionais, como látex, tinta acrílica e poliéster.

Era nos grandes centros urbanos, em especial na cidade de Nova York, que os artistas buscavam inspiração. Entre os que se destacaram, podemos citar o famoso representante da Pop Art, Andy Warhol. O artista se apropriava de conceitos da publicidade, criando obras como a seqüência de imagens de latas de sopa Campbell. Warhol criava também séries de retartos de famosos, como Marilyn Monroe e Elvis Presley, com variação de cores. A serigrafia era uma técnica bastante utilizada por ele, bem como a colagem. Outro artista da Pop Art de grande relevância, principalmente entre os membros da classe artística, foi Robert Tauschenberg. Ele pintava imagens combinadas com garrafas de Coca Cola, além de utilizar em sua obra embalagens de produtos industrializados e pássaros empalhados.