O Google Reader será Desativado. E Agora?

Desde que fui exposta ao Google Reader, ele se tornou um dos sites mais acessados do meu notebook! Infelizmente, foi uma agonia quando descobri que o Google iria desativá-lo. Para quem não conhece, o Google Reader é um agregador de feeds, onde você acrescenta os seus blogs e sites preferidos, e possui um lugar exclusivo para visualizar todas as notícias.

Como eu sou apaixonada por blogs de moda, por exemplo, eu acrescento os meus preferidos no Google Reader, e não perco a atualização de nenhum deles! Não é objetivo?

Minha conta no Google Reader

Minha conta no Google Reader

Mas, como “tudo o que é bom dura pouco”, o Google enviou uma nota de que irá desativa-lo no dia 1º de julho. Conforme a empresa, o uso enfraqueceu muito ao longo dos anos, e não valeria mais a pena mantê-lo. É uma pena.

Em minha opinião, o Google Reader é pouco popular, e por esse motivo quem sabe não tenha a adesão sonhada pelo Google. Enfim. É fato. Quando você acessa o Google Reader, recebe um poup-up, contando que o mesmo será desativado.

Como esse ano está passando mais rápido do que todos os outros (pelo menos pra mim, já estamos na metade do ano!), é certo que não dá pra perder tempo pois dia 1º de julho já está aí. E é por isso que já saí buscando vários suplentes, até achar um que eu gostasse, pois assim, quando o Google Reader fosse desativado, eu já estaria habituada ao novo programa.

Busquei vários na internet, mas foi bem complicado encontrar um que fosse tão bom quanto o Reader. Objetivo, simples, e rápido. A maioria dos que estão por aí são pagos, são extensão para navegadores, ou possuem uma interface muito difícil de acostumar.

Não abandonei e continuei na busca. Até que por sorte, entrei em um blog e vi um post sobre opções para substituir o Google Reader. No post, a blogueira deu três alternativas de substitutos, e um deles foi o The Old Reader. Ela não gostou muito, pois ocorreram alguns erros na hora de exportar os feeds, não havia opção de separar por pastas, e não foi possível compartilhar posts por e-mail. Porém, pra mim, foi perfeito!

O The Old Reader é muito semelhante ao Google Reader, tem uma interface bem amigável e é bem simples de usar. Sim, eu tive a mesma dificuldade que a blogueira na hora de exportar os feeds do Google Reader, mas isso foi só o início, então não levei muito em conta.

Minha conta no The Old Reader

Minha conta no The Old Reader

O The Old Reader trabalha da mesma forma que o Google Reader. Sua interface é bem simples, o que o torna um programa fácil de usar. As únicas coisas que não gostei, são que ele não deixa renomear os feeds (ou ainda não achei essa funcionalidade), e que quando você quer se inscrever em algum feed, deve digitar o endereço completo, exemplo: “fantasies.com.br”, no Google Reader, digitando somente “Fantasies”, você já achava o feed do blog.

Uma coisa que atingi bastante diferença, é que o The Old Reader, demora mais tempo para atualizar os feeds. Enquanto o Google Reader atualizava em torno de 15 minutos, após o post ir ao ar, o The Old Reader, deve arrastar umas 2 horas. A altercação é grande, mas isso não é tão ressaltante pra mim, até porque não estou toda hora conectada.

Caso você queira uma plataforma somente para ler seus blogs favoritos, o The Old Reader é uma ótima escolha. Porém, para usuários que queiram fazer outras coisas, ele pode ser meio cru!

Claro que, para mim, o Google Reader é o melhor de todos e nenhum outro programa irá superá-lo. Mas, temos que ter outra opção né?