O Aparecimento das Lentes de Contato

As lentes de contato são parceiras importantes daqueles que têm problemas com a visão e mesmo de quem não tem qualquer dificuldade em enxergar. Em geral elas são usadas por quem tem algum déficit de visão, mas também são utilizadas por quem quer apenas alterar a cor dos olhos. O nome já dá suas principais características: trata-se de lentes que podem potencializar sua visão, em contato direto com seu globo ocular.

Lentes de contato

Lentes de contato

Há registros de que Leonardo da Vinci teria pensado nessa possibilidade ainda no século XVI e Descartes no século seguinte. Mas tudo indica que quem realmente deu materialidade à ideia foi o fabricante alemão de olhos artificiais F. A. Müller. Na ocasião, Müller tinha recebido a encomenda de uma lente que protegesse a córnea de um sujeito que ficara sem as pálpebras. Portanto, a lente de contato não surgiu com a função que tem hoje, mas como uma espécie de “pálpebra postiça”.

Até a década de 1930 todas as lentes de contato que se tinha eram de vidro soprado e se quebravam muito facilmente devido à grande fragilidade. A partir daí os norte-americanos conseguiram confeccionar lentes de contato feitas de plástico e essa descoberta abriu as portas para um aperfeiçoamento maior e mais rápido das lentes. Esse desenvolvimento das lentes se deu principalmente no uso dos materiais com que são confeccionadas. Cada vez mais são buscados materiais que tenham um potencial maior de oxigenação da córnea. Se pensarmos que as primeiras lentes foram feitas de vidro dá para perceber que a oxigenação da córnea dos usuários tem aumentado significativamente.

Atualmente existem diversos tipos de lentes de contato para as diversas necessidades oculares. Existem alguns tipos de categorias para a escolha das lentes, dependendo dos critérios de materiais, função e tipo de uso, por exemplo. Com relação aos materiais elas podem ser rígidas, gelatinosas, de silicone, etc. As funções são diversas, como corretivas, cosméticas e terapêuticas. Dependendo da frequência de uso, elas se dividem em uso ocasional, diário, contínuo, entre outros.

A caminhada das lentes de contato é longa, desde as de vidro soprado até hoje, mas elas nunca estiveram tão desenvolvidas e sofisticadas como atualmente. O mais importante é se pautar pela orientação de um especialista que oriente corretamente a escolha e o uso de boas lentes de contato, seja para corrigir problemas de visão ou apenas para colorir os olhos.

Fonte: Lentes de Contato: do Que Se Trata

?

?