No JN, Marina Nega Conivência com Mensalão

Marina Silva

Marina Silva

Interessante esta candidata do PV.

No Jornal Nacional, vi que Marina Silva negou ter sido conivente com o caso do mensalão, em 2005, por ter permanecido no PT após a deflagração do escândalo. Na época, a presidenciável ocupava o cargo de ministra do Meio Ambiente do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A candidata do PV assegurou que apenas ela pode acabar com uma disputa de dezesseis anos entre PSDB e PT. “Irei criar uma base de sustentação que acabe com a idéia de situação pela situação e oposição pela oposição”, garantiu. “Quem pode estabelecer um diálogo com essas forças que não se conversam é Marina Silva.

A presidenciável listou algumas de suas propostas de governo, como a geração de um desenvolvimento sem agressão ao meio ambiente, a ampliação do acesso à educação de qualidade e possibilidade de desenvolver a infraestrutura do País.
A candidata do PV rechaçou o rótulo que lhe foi dado durante o governo Lula de ser responsável pelo entrave de projetos do governo federal em razão da demora nas licenças ambientais. Marina prometeu que em um eventual governo irá acelerar e aperfeiçoar o licenciamento ambiental, agilizando projetos na área de infraestrutura.

No final da entrevista, Marina se posicionou como a primeira mulher de origem humilde (todo Candidato diz ser) que poderá governar o País. “É possível que uma pessoa que nasceu na Floresta Amazônica, analfabeta até os 16 anos seja a primeira mulher de origem humilde a ser presidente”, afirmou.