Mais de 60 países para os brasileiros entrarem sem visto

O Brasil passa por um momento de crise, ninguém nega isso, mas é verdade também que as coisas melhoraram nos últimos por aqui e o prestígio brasileiro cresceu no mundo neste período. Por causa disso, muitos países retiraram várias das amarras para a entrada de brasileiros em seus países. A lista nunca foi tão grande e deve crescer ainda mais nos próximos anos, facilitando a vida de todos que desejam fazer intercâmbio, quem sabe em um futuro próximo fazer intercâmbio na Inglaterra sem precisar do passaporte?

globo-terrestre

Até lá, de acordo as informações do site de Viagens Mundi fez um levantamento dos países que os brasileiros não precisam de visto. O Brasil e a Geórgia realizaram no último dia 11 de março um acordo bilateral para liberar a entrada de turistas de ambos os países sem a necessidade do visto, permissão legal de entrada em qualquer local estrangeiro. Porém, fica as suas burocracias referentes a permanência do turista. Isso varia de país para país. Agora sem burocracia (exceto: nos países do Mercosul, onde os brasileiros podem entrar somente com a carteira de identidade). A não exigência de visto também não significa burocracia zero.

Alguns países podem exigir a apresentação de certas garantias, como confirmação de hospedagem, passagem de volta e comprovante de que possui dinheiro suficiente para se sustentar no país durante a permanência. Lembre-se também de que a não exigência de visto é válida para viajantes com previsão de estada temporária (geralmente, o prazo para permanência sem visto é de três meses, mas isso varia de país a país). Entradas para estudo, trabalho ou residência definitiva exigem vistos específicos. Os viajantes de plantão podem embarcar sem medo nos 66 países logo abaixo, mas sempre se precavendo com suas exigências.

Países liberados para intercâmbio sem passaporte segundo o Itamaraty

África do Sul

Alemanha

Andorra

Antilhas Francesas

Argentina

Áustria

Bahamas

Barbados

Bélgica

Bolívia

Bósnia Guiana

Bulgária

Chile

Colômbia

Coréia do Sul

Costa Rica

Croácia

Dinamarca

Equador

Eslováquia

Eslovênia

Espanha

Filipinas

Finlândia

França

Geórgia

Grécia

Guatemala

Honduras

Holanda

Hong Kong

Hungria

Irlanda

Islândia

Israel

Itália

Liechtenstein

Luxemburgo

Malásia

Marrocos

México

Mônaco

Namíbia

Noruega

Nova Zelândia

Panamá

Paraguai

Peru

Polônia

Portugal

Reino Unido

República Tcheca

Romênia

Rússia

San Marino

Sérvia

Suécia

Suíça

Suriname

Tailândia

Trinidad e Tobago

Tunísia

Turquia

Ucrânia

Uruguai

Vaticano

Venezuela