Ludicidade e Alfabetização

O processo de alfabetização não se resume somente ao ato de ler e escrever mas, também na capacidade de interpretar e entender o que está sendo passado através do texto escrito. Essas capacidades podem ser desenvolvidas na criança através da estimulação.

Estimular uma criança a escrever e a ler não significa forçar o processo de aquisição da escrita, muito pelo contrário, significa respeitar o tempo de aprendizagem de cada criança e incentiva- las em suas próprias construções do conhecimento. A criança sente-se estimulada quando passa a entender o valor social da escrita e compreende que, através dela, pode se comunicar e se  fazer ser entendido.

Uma forma muito interessante e importante de estímulo para a alfabetização é a utilização da ludicidade em sala de aula.

Trabalhar com o lúdico (jogos e brincadeiras) no processo de alfabetização, traz a aquisição da escrita e da leitura para mais perto da realidade da criança. Brincando e jogando, a criança aprende de maneira prazerosa e junto com o outro, através de tentativas e erros, de construção e desconstrução do pensamento. Com os jogos, a criança se esforça, age, descobre e realiza, construindo, dessa forma, o seu conhecimento.

A estrutura que é apresentada nos  jogos permite que a criança enfrente seus próprios  limites para alcançar os objetivos que foram propostos, além de permitirem um desenvolvimento social,  utilizando as  trocas de ideias entre jogadores para se chegar no mesmo consenso.  Através da aprendizagem do próprio jogo, do domínio das habilidades e dos  raciocínios que são utilizados, a criança redimensiona sua relação com as situações de aprendizagem, com seu desejo de buscar novos conhecimentos. No jogo, a criança tem também a oportunidade de lidar com a frustração do não saber, aprende a vencer e também aprende a perder .

Utilizar jogos e brincadeiras no processo de alfabetização da criança  permite que o educador entenda a forma de pensar de cada aluno, podendo, dessa maneira, intervir da melhor forma no processo de aprendizagem da leitura e da escrita. Jogar e brincar são atividades que, quando bem orientadas pelo professor, certamente contribuem no desenvolvimento do raciocínio, da concentração e do vocabulário no contexto do processo escolar.