Internet, telefone, tv… vale a pena fazer pacote?

O brasileiro, em geral, costuma andar na corda bamba quando o assunto é o orçamento. Apesar das piadas, o malabarismo que ele deve fazer pra que chegue algum vintém no fim do mês é coisa de profissional! É preciso escolher muito bem o dia de sair com o pessoal e se há algum imprevisto que possa ser resolvido naquele mês – por exemplo, um problema com o carro – ou se vai ficar pro mês seguinte. A vida é dura… E isso tornou o brasileiro um especialista em pechinchas, chorador profissional de descontos, minerador de pacotes de serviços com preços mais em conta.

As empresas não fecharam os olhos para isso e muitas delas aderiram à ideia. Quantas marcas de escova de dente você já viu oferecendo um pacote fechado de pasta, enxaguante bucal e escova de dentes por um preço que só permitira levar um desses itens? Várias, não é? Ou aquelas caixas com shampoo e condicionador a um preço super baixo? Ou aqueles pacotes com tv, telefone e internet, tudo junto, tipo o NETcombo? Esses pacotes de produtos e serviços agregados assim não foram criados à toa. Primeiro porque as empresas sabem que a renda do brasileiro dura pouco e, se eles não oferecerem seus produtos e serviços de uma maneira que caiba no orçamento, eles não vão vender muita coisa; segundo porque se eles vendem pouco, lucram pouco, e não é a ideia que eles querem seguir, obviamente. Então, o jeito que acharam de aumentar os próprios lucros é dando uma forcinha pros clientes, diminuindo um pouco o lucro em cada venda, mas ganhando na quantidade de vendas.

Sobra pra todo mundo…

empresas-precisam-se-remodelar-com-o-mercadoSe de um lado o brasileiro tem que se adaptar ao mercado, o contrário é verdadeiro também. As empresas, especialmente aquelas de alcance popular, muitas vezes precisam abrir mão de planejamentos com retorno mais alto e rápido e baixar um pouco a bola para se adequarem à realidade de seu público – que infelizmente, como sabemos bem, não é das melhores. Especialmente nesta época de juros, taxas e contas de luz e água muito elevadas, o brasileiro está cortando gastos MESMO para garantir que ao menos o fundamental não falte em casa. Um orçamento como esse não permite aventuras impensadas no comércio e, por isso, se o que as empresas oferecem não estiver ao alcance desse orçamento estagnado, já era. Nada de compra. Às vezes, nem mesmo com parcelamento!

Os brasileiros estão adiando a troca do carro – e mesmo o reparo do que já tem -, a reforma da casa, a renovação parcial das roupas, a troca de um eletrodoméstico… E muitos já estão cancelando pacotes de internet, de tv por assinatura, cancelando uma das linhas extras de celular, suspendendo a academia de ginástica… O que não for imprescindível para o sustento da família está sendo sumariamente cortado. Sem dó. Então, o que fazer quando se é uma empresa que está vendo sua lucratividade cair por causa do recuo dos clientes devido à crise?

Se ajustar também!

Ela deve agir como se fosse um lar no qual a família precisará se adaptar à nova realidade econômica do país. Os preços precisam ser reduzidos até um ponto em que se obtenha algum lucro (suficiente para manter as operações da empresa, lógico, mas sem esbanjamentos) e que caiba no bolso do consumidor.

vantagens-em-assinar-net-combo-em-promocaoA outra estratégia nós já falamos a respeito: pacotes de produtos e serviços. Uma empresa bem organizada conhece o perfil de seus diferentes clientes e consegue criar propostas adequadas pra ele. Por exemplo, empresas de telefonia e comunicação: elas oferecem linhas de telefone, de internet e, algumas delas, também oferecem pacotes de tv por assinatura. Esses serviços podem ser adquiridos separadamente, mas seu custo obviamente fica alto. Um cliente jovem que acabou de montar sua casa, ou que acabou de se casar, estará indo para uma casa onde todas essas coisas precisarão ser providenciadas, mas pode ser que ele ainda não esteja financeiramente estabilizado a ponto de poder contratar tantos serviços assim (mesmo porque terá outras contas a pagar). Entretanto, a empresa quer que ele a contrate. A solução? Um pacotão? Por exemplo, um que tem todos esses serviços mas a um preço menor, se comparado com a soma de cada um deles adquirido em separado, é o NET Combo em promoção que faz toda a diferença. Para casais jovens que acabaram de sair de casa, ou mesmo jovens solteiros, é a melhor e mais econômica opção!

Famílias cujo poder aquisitivo aumentou (por exemplo, se um outro membro da casa passou a trabalhar) também são clientes contumazes deste tipo de pacote que, até o mês passado, não era possível em seu orçamento. Ao invés de contratar um por vez e ter que se submeter ao contrato de fidelidade, sai mais em conta contratar logo o pacote de uma vez.