Gravidez aos Trinta Anos – Riscos e Como Lidar com Eles

Ter um filho será com certeza uma das decisões mais importantes de sua vida. Infelizmente, em nossos dias, essa decisão tem sido adiada cada vez mais.

É verdade que os riscos de ter um bebê depois de 30 tendem a se multiplicar, e isso tem se tornado um grande problema visto que a grande maioria das mulheres que trabalham em todo o mundo hoje estão tendo seu primeiro filho após os 30 anos. Isto significa que se você está planejando ter um bebê depois dos 30 anos, você não está sozinha.

Quais são os riscos de ter um bebê depois dos 30?
Há alguns riscos associados à gravidez nesta idade e a maioria deles esta listado aqui.

Gravidez Tardia - Riscos e como Lidar com Eles

Gravidez Tardia - Riscos e como Lidar com Eles

1. Qualidade dos Óvulos
A mulher em média começa a produzir óvulos aos 12 anos de idade e termina com a idade de 45 anos. Isso significa que os óvulos férteis e de qualidade mais elevada são produzidas na faixa etária dos 20 até 30 anos. Portanto, a qualidade dos óvulos começa a diminuir depois dos 30 anos.

Solução:
Muitas mulheres que adiam a gravidez até os 30 tendem a congelar seus óvulos para a fertilização in vitro para tentarem a gravidez mais tardiamente, quando elas estiverem prontas para ter um bebê.

2. Síndrome de Down

Suas chances de ter um bebê com síndrome de Down normalmente é de 1 em 1000 na idade de 30. Porém, há um aumento dos riscos para 1 em 400 se você estiver planejando ter um bebê aos 35 anos.Então, a lição é simples, tenha o bebê logo que possível.

Solução:
Os testes genéticos permitiram detectar a presença de genes defeituosos que possam conceber um filho com síndrome de Down, dessa forma os diagnósticos podem ser tomados antes da gravidez.

3. Problemas da infertilidade
O número de ovos na mulher e os de espermatozóides no homem tende a diminuir após os 30 anos de idade. Isto significa que ficar grávida pode tornar-se mais difícil, naturalmente, à medida que o casal envelhece. A infertilidade pode se tornar um problema nesta faixa etária. Se você estiver tentando engravidar por mais de um ano e não teve sucesso, procure um médico.

Solução:
Há uma série de tratamentos de infertilidade disponíveis atualmente. FIV ou fertilização in vitro geralmente é o mais intrusivo e caro. As pessoas devem sempre procurar ajuda profissional

4. Abortos
Para uma mulher com idade abaixo de 30 anos, o risco de ter um aborto nas primeiras 20 semanas de gravidez é entre 12% a 15%. Para uma mulher com mais de 35 anos de idade o risco aumenta mesmo a 20%.

Solução:
Tenha muito cuidado se você engravidar após os 30 e certifique-se de fazer tudo o que o médico pedir. Ao primeiro sinal de dor, corra para o hospital. Lembre-se que é melhor prevenir do que remediar.