Gírias e Expressões da Língua Portuguesa

Gírias e expressões do português

Gírias e expressões do português

Para quem está procurando um dicionario da língua portuguesa que possua gírias e expressões usadas pelo povo, existem vários sites na internet que podem ajudar hoje em dia.

E que tal além de pesquisar estes termos você e seus amigos inventarem e perpetuarem novas palavras.

Adicione um termo no dicionário do povo

Se a sua galera inventou um termo novo que agora é usado pelo pessoal, que tal adicionar esse termo em um dicionario online? No site do dicionario do povo é possível fazer exatamente isso. Para adicionar uma expressão nova é preciso primeiro que o usuário registre-se no site. Para registrar é fácil, basta entrar o seu nome, o nome de usuário a ser usado no site, entrar e confirmar seu e-mail, e entrar o país no qual você se encontra.

Gírias de todo Brasil

Quem já não ouviu expressões como, cabra safado ou cabra da peste? Ambas expressões apesar de terem sua origem no nordeste do Brasil, com o passar dos anos as duas expressões foram incorporadas na fala de outros estados.

Como diz o povo, a língua portuguesa está viva, volta e meia aparecem novas palavras, o que pode acontecer devido a adaptação de novas tecnologias, como DVD, que vem do inglês ‘digital video disk’ que seria traduzido como ‘disco de vídeo digital’ ou a palavra muito usada – blog, que é na verdade a contração do termo Web log em inglês que significa diário da Web.

Outra maneira com que as palavras novas surgem e se tornam usadas pelo povo é pela introdução de estrangeirismos, como jeans e fashion que apesar de terem equivalentes na língua portuguesa, como brim e moda, são comumente usadas na língua popular. No site dicionario do povo você encontra uma lista de palavras e expressões muito faladas pelo Brasil.

Expressões novas e as clássicas

Me lembro da minha avó usando a expressão antiga ‘Lelé da Cuca’, esse cachorro ficou Lelé da Cuca’! O coitado do cachorro já meio velhinho não sabia mais se estava indo ou voltando, ficou meio maluco.

Tais expressões apesar de não serem sempre encontradas em um dicionario de português, são perfeitamente compreendidas pelos brasileiros. Essa expressão tem origens em meados da década de 60 no movimento da Jovem Guarda que na época foi um fenômeno televisivo e moldou uma geração.

Já o termo ‘Rameira’ vem de longa data, de quando os taberneiros queriam indicar que havia em seus estabelecimentos mulheres que prestavam serviços sexuais mediante pagamento. Estes então penduravam em suas portas ramos, para que os consumidores soubessem do tipo de serviço prestado, a palavra ramo adicionada a terminação ‘eira’ que significa quem exerce uma profissão, por exemplo, lavadeira ou cozinheira.