Evite Armadilhas na Hora de Comprar uma Moto Seminova

Comprar Moto Seminova

Comprar Moto Seminova

Ao pensar em comprar uma moto usada, analisar a quilometragem aparentemente baixa e principalmente o preço tentador, muito abaixo da Tabela Fipe,  não bastam para evitar problemas e dores de cabeça.

Problemas com embreagem, tensor,  válvulas, filtro e placas de partida que precisarão de retífica ou se substituição, podem transformar o aparente bom negócio em uma fonte de problemas e decepções.

A primeira medida ao pensar em comprar uma moto seminova é pedir ao seu mecânico de confiança para fazer uma avaliação.  Ter muita calma e paciência na hora de procurar pelo modelo desejado também ajuda a evitar armadilhas.

Efetuar uma análise visual do estado de conservação, com bastante calma ajudará a detectar possíveis problemas antes mesmo de solicitar a ajuda do seu mecânico.

Aqui vai uma pequena listagem de itens que devem ser avaliados:

1 – Lanternas: verificar a presença de arranhões ou de trincas, que são sinais de quedas e tombos.

2 – Espelhos: verificar a presença de arranhões, deformações e trincas.

3 – Hodômetro (Mostrador de Quilometragem): Análise a quilometragem em relação ao ano do modelo e fique alerta caso essa relação seja muito baixa.

4 – Manetes, guidão e garfo: o guidão e o garfo devem formar um T coma roda, caso esse alinhamento não ocorra é sinal de uma possível colisão.

5 – Chassi: A numeração do chassi está localizada atrás do garfo e deverá ser a mesma presente na documentação.

6 – Elétrica: Verifique abaixo do banco e do tanque se a fiação não possui emendas ou soldas, as famosas “gambiarras”.

7 – Escapamento:  o escapamento deverá ser do modelo original, caso contrário o veículo poderá não passar na vistoria do detran.

8 – Pedaleira: observando o estado de conservação das pedaleiras você poderá avaliar se a quilometragem e idade da moto, realmente são as informadas pelo vendedor.

9 – Pneus: Eles devem estar desgastados uniformemente, caso apresentem um desgaste excessivo em um ponto específico, pode significar que a suspensão ou quadro estão desalinhados.

Além da listagem acima, observar a possível presença de raspões ou pontos de ferrugem em outros locais da motocicleta e até mesmo acessórios mal fixados, desregulados ou soltos.

No caso de encontrar problemas relacionados com esses itens o indicado é desistir da compra, desta maneira você evita ter problemas com gastos inesperados.

Se após essa pequena revisão você considerar que a moto está em boas condições, peça para realizar um test drive e avaliar o desempenho rodando, verificando possíveis ruídos estranhos e o alinhamento.

Após a aprovação da moto, você deve ficar atento a documentação, que deverá apresentar placas e números de chassi legíveis e em conformidade com o documento. Além disso é aconselhável fazer uma breve consulta no detran sobre a quitação de débitos como multa, licenciamento, seguro obrigatório e ipva.