Entre Cancelas – Os 10 Pedágios mais Caros do Brasil

Os Pedágios mais caros do Brasil

As discussões a cerca desses equipamentos formados por cancelas automáticas, semáforos, e cabines que em geral costumam irritar o motorista, são muitas, alguns veêm vantagens e outros não. No entanto, a grande maioria das estradas privatizadas tem uma boa manutenção, apesar dos preços abusivos.
E mais, por incrível que pareça segundo o site da revista EXAME, o Brasil é o país no qual as tarifas de pedágio estão abaixo da média mundial. Enquanto no exterior se paga em média 9,35 reais a cada 100 km, no Brasil esse valor cai para 8,77 reais a cada 100 km. Mesmo assim, por mais que a média nacional seja baixa, alguns pedágios brasileiros mostram um preço abusivo. São eles:

– O pedágio mais caro do Brasil : Sistema Anchieta – Imigrantes(SP)  sob a Administração da Ecovias cobra 33,11 reais por cada 100 km.

Viaoeste(SP) sob a administração da CCR cobra 23,75 reais a cada 100 km.

Rodovias do interior de São Paulo. Sob a administração da Rodovia das Colinas, o valor do pedágio sair por 17,37 reais a cada 100 km.

Rio – Teresópolis (RJ) sob a administração da CRT, é o mais caro do Rio de Janeiro, cobra 16,35 reais para cada 100 km.

Porto Alegre – Litoral(RS) sob a administração da Concepa cobra 15,45 reais por cada 100 km.

Gramado – Canela (RS) Sob a administração da Brita, é cobrada a taxa de 14,99 reais a cada 100 km.

Búzios – Cabo Frio (RJ), Outra via sob a administração da CCR nesse ranking. É cobrada a taxa de 14,69 reais a cada 100 km.

AutoBan – Anhanguera e Bandeirantes (SP), mais uma rodovia administrada pela CCR. Taxa cobrada no valor de 14,24 reais a cada 100 km.

Rodovia Dom Pedro I (SP) administrada pela Rota das Bandeiras, foi privatizada recentemente e tem a taxa de 14,01 reais por cada 100 km.

10º BR116 e RS- 122(RS) administradas pela Convias, estão ambas no último lugar no ranking cobrando 13,81 reais por cada 100 km.

Entre Cancelas – Os Pedágios mais caros do Brasil

As discussões a cerca desses equipamentos formados por cancelas automáticas, semáforos, e cabines que em geral costumam irritar o motorista, são muitas, alguns veêm vantagens e outros não. No entanto, a grande maioria das estradas privatizadas tem uma boa manutenção, apesar dos preços abusivos.
E mais, por incrível que pareça segundo o site da revista EXAME, o Brasil é o país no qual as tarifas de pedágio estão abaixo da média mundial. Enquanto no exterior se paga em média 9,35 reais a cada 100 km, no Brasil esse valor cai para 8,77 reais a cada 100 km. Mesmo assim, por mais que a média nacional seja baixa, alguns pedágios brasileiros mostram um preço abusivo. São eles:

1º O pedágio mais caro do Brasil : Sistema Anchieta – Imigrantes(SP)  sob a Administração da Ecovias cobra 33,11 reais por cada 100 km.

 Viaoeste(SP) sob a administração da CCR cobra 23,75 reais a cada 100 km.

Rodovias do interior de São Paulo. Sob a administração da Rodovia das Colinas, o valor do pedágio sair por 17,37 reais a cada 100 km.

 

 Rio – Teresópolis (RJ) sob a administração da CRT, é o mais caro do Rio de Janeiro, cobra 16,35 reais para cada 100 km.

 

5º Porto Alegre – Litoral(RS) sob a administração da Concepa cobra 15,45 reais por cada 100 km.

 

6º Gramado – Canela (RS) Sob a administração da Brita, é cobrada a taxa de 14,99 reais a cada 100 km.

 

7º Búzios – Cabo Frio (RJ), Outra via sob a administração da CCR nesse ranking. É cobrada a taxa de 14,69 reais a cada 100 km.

8º AutoBan – Anhanguera e Bandeirantes (SP), mais uma rodovia administrada pela CCR. Taxa cobrada no valor de 14,24 reais a cada 100 km.

9º Rodovia Dom Pedro I (SP) administrada pela Rota das Bandeiras, foi privatizada recentemente e tem a taxa de 14,01 reais por cada 100 km.

10º BR116 e RS- 122(RS) administradas pela Convias, estão ambas no último lugar no ranking cobrando 13,81 reais por cada 100 km.