Dicas para utilização de lustres decorativos

Hoje em dia, muito se fala, se lê, se publica e se comenta sobre tendências de decoração em diversos ambientes, seja em residências, estabelecimentos comerciais ou locais de trabalho. É claro que um ambiente bem decorado é sempre mais agradável de se estar. Entretanto, um projeto de iluminação mal concebido pode arruinar todos os elementos decorativos. É preciso atentar para os focos de luz, tipos e tamanhos de lustres e lâmpadas a serem utilizados. Confira algumas dicas a seguir:

Tipos de lustres

Em primeiro lugar, é preciso entender que lustres e luminárias não são a mesma coisa. Os lustres são geralmente maiores e mais elaborados, tendo a riqueza de detalhes como característica. As luminárias, por sua vez, embora desempenhem a mesma função de iluminação partindo do teto, tendem a ser menores e mais simples.

Existem diversos tipos de lustres no mercado, como o lustre de vidro, lustre de cristal, lustre de fibra, lustre de metal, dentre outros. O gosto pessoal e o ambiente no qual será aplicado são os critérios para escolher.

Dicas para utilização de lustres decorativos

Destaque

O lustre deve ser encarado como um objeto de decoração e, portanto, deve estar em destaque. Alguns ambientes são mais propícios à sua instalação, como halls de acesso, mezaninos, salas de estar e salas de jantar. Alguns modelos podem, ainda, ser aplicados em corredores, quartos e bibliotecas particulares. A única exceção fica por conta da cozinha, tendo em vista que, com o preparo de alimentos, o vapor e a gordura podem impregnar no objeto, dificultando sua limpeza.

Equilíbrio

Os lustres possuem uma natureza muito chamativa que, naturalmente, domina a decoração dos ambientes. Para que ele esteja em destaque, é preciso que que o lustre seja combinado com outros elementos menores e mais discretos. A utilização de cores mais neutras e peças mais simples coloca o lustre em evidência, sem deixar o ambiente poluído. Isso cria harmonia e deixa o espaço mais elegante e sofisticado.

Combinação

Todo projeto de decoração precisa de um estilo definido: rústico, moderno, minimalista, sofisticado, retrô, entre outros. A escolha do lustre deve sempre respeitar essa linha de estilo, caso contrário, a peça destoará do restante, deixando o ambiente bastante incoerente. O seu estilo pessoal também pode ser levado em consideração.

Proporção

Além dos estilos, existem diversos tamanhos para os lustres. Esse fator também é muito importante para manter a adequação do seu projeto de decoração e iluminação. Lustres muito grandes em ambientes pequenos podem causar a impressão de que são ainda menores. O mesmo se aplica a lustres pequenos instalados em locais muito grandes. É preciso ter noções de proporção para não cometer erros.