Dia de Passear!

Crianças se DivertindoQue criança de cinco anos não gosta quando a mãe se aproxima e diz em voz claríssima: “quem quer ir passear com a mamaaaaãe??”? Aí é aquela gritaria “EU!! EU!!” – sem contar os gritinhos histéricos daquelas crianças mais exaltadas – e os pulos, e a correria, e os sorrisos… O ambiente se transforma imediatamente! De zero a 100 em milésimos de segundo (não tem Ferrari nem Lamborghini que faça melhor)!

Ok, mas e para mamãe? Afinal, essa comemoração explosiva das crianças a faz se lembrar por que é que não passeiam todos os dias. “Ai, meu Deus… é mesmo… eu vou levá-los sozinha, eles vão aprontar correria, vão se perder… ai, meu Deus…”. Tarde demais, minha amiga. Engula o arrependimento porque agora o convite já foi feito, assimilado e o mais dramático: ele foi aceito sem ressalvas. E só para completar a saga: você está grávida do terceiro, minha querida!! Vai ser bolsa, barrigão e dois coriscos correndo fora da órbita! Afe… e você que achava que escolher roupa de grávida é que era problema…

Ô, ilusão…

Passeio com CriançasHoje em dia é muito comum ver famílias com um filho só mas ainda se encontra várias que têm dois, três filhos – até mais. E uma coisa é consenso: não importa o número de filhos, eles sempre vão precisar das mesmas coisas. Por exemplo, atenção, afeto, momentos de lazer e distração… como esse passeio que a mãe do nosso conto fictício acima propôs aos pimpolhos. E no caso dela a coisa ainda é mais complicada porque ela vai levá-los sozinha e ainda está grávida de mais um. Ou seja, está num momento em que precisa ser cuidadosa consigo mesma, numa fase em que se cansa muito mais rápido e com duas crianças pequenas e super ativas que adoram passear.

Sim, moça, o lazer das crianças é exaustivo para qualquer pessoa, inclusive – e sobretudo – para as mães, mais ainda mães grávidas! É recompensador vês aqueles sorrisinhos de satisfação, ainda mais quando olham para você com aquela cara de gratidão por você estar permitindo este momento tão mágico! Durante esses poucos segundos de gratidão estampada você fica bem – mas logo em seguida, só o que você quer é voltar para casa, já jurando que não se mete numa dessas novamente nunca mais. Mas, ora, não vamos deixar as crianças crescerem trancafiadas em casa assistindo à TV, não é?

Poucas dicas para um passeio bem aproveitado

A primeira coisa você já sabe: sua bolsa vai ter que ser das grandes, para carregar garrafinhas de água e talvez um pacote de biscoitos, ou mesmo umas frutas. Por favor, nada de carregar meia dúzia de sacolinhas de mercado, é muito feio. Numa bolsa grande, você leva esses lanchinhos de emergência, sua carteira com documentos e as certidões dos meninos (isso é importante). Pode ser até uma mochila, tanto melhor! É bom que suas mãos ficam livres e você poderá acudir com mais rapidez caso alguma saia correndo, tropece, leve um tombo, crie caso com outra criança… enfim, essas emergências que toda criança sabe criar.

Roupas para Sair Com as CriançasOutra coisa a ficar atenta são seus sapatos. Pense que pode ser necessário você sair correndo de repente, num ambiente com muitas pessoas e obstáculos dos quais desviar, conter o tombo de uma das crianças, esbarrões… Ou seja, sua habilidade com os pés vai ser colocada à prova. E vai se arriscar usar um saltão justo nessa hora onde calma é a única coisa que não vai ocorrer?? Não, né? Então, deixe saltos, plataformas e tamancos de lado dessa vez. Chinelos e rasteiras podem até ser usados, contanto que sejam de modelos que fiquem mais firmes. Dê preferência aos tênis, principalmente os esportivos, que têm solado mais aderente e largo. Com eles, sim, você vai aguentar tanta caminhada/corrida/desviadas sem tanto sacrifício – sem contar que esse tipo de calçado judia muito menos de suas já sofridas pernas e joelhos, não é?

Quanto às roupas… bem, não existe “roupa certa para passear com os filhos pequenos”. Mas é consenso que uma que não tenha várias amarrações e frufrus como babados e laçarotes são mais adequadas. A questão nem é a estética mas, sim, a praticidade. Quanto mais detalhes desse tipo, mais chances de alguma amarração se soltar, ou se desprender, etc., e isso desvia sua atenção das crianças. E com criança, não se pode distrair um minuto que seja. Por isso, evite levar mais preocupações (e problemas) do que os que você já tem!

Viu? Com poucas dicas, você garante um passeio gostoso e com o mínimo de stress. Mas se for possível… leve alguém com você para ajudar a manter o rebanho de carneirinhos saltitantes perto de você. ;)