Dia 14 de Março Será Lançado o Novo Samsung S4

Novo Samsung Galaxy S4

Novo Samsung Galaxy S4

O maior lançamento relacionado à tecnologia móbile será divulgado em breve. Na verdade, a data para sacudir o mundo dos smartphones já tem data para ocorrer! O novo Samsung S4 está saindo do forno exatamente no dia 14 de março. Em menos de um mês será conhecido o aparelho móvel mais moderno do mundo e que promete deixar a concorrente Apple completamente alerta.

O lançamento será feito em Nova Iorque e contará com cobertura mundial. Antes que nós brasileiros fiquemos felizes de cara, é bom lembrar que antes de uma novidade chegue ao país, como produto nacional, é necessária homologação da Anatel. Isso atrapalha um pouco a velocidade do lançamento. Melhor é para quem pode conseguir o novo modelo como produtos importados, comprando do país de origem e desbloqueando para uso nacional.

Aparelho virá com câmera de 13MP

Pode parecer mentira, mas há dez anos quem diria que na palma das mãos teríamos um computador melhor do que o tínhamos na mesa do quarto? Pois bem, além de ser totalmente superior em números absolutos, o novo Samsung S4 é mais que um multifuncional, é uma câmera fotográfica poderosa, com 13MP de resolução, o que faz cair em desuso qualquer câmera digital vendida separadamente.

A memória RAM do aparelho será de2gb e o processador será um Snapdragon 600. O display será de 4,99 polegadas full HD LCD. Muitas novidades simplesmente não foram apresentadas ainda. Tudo está sendo guardado a sete chaves até o momento do lançamento oficial. Muitas novidades são rumores quase oficializados, mas, dessa vez, a Samsung está conseguindo guardar diversas novidades para o dia. Após o lançamento, comprar na Amazon será uma saída para tê-lo o quanto antes.

Preço final do aparelho no país deve ser bem elevado

Se não bastasse a demora para a chegada no mercado brasileiro das novidades da tecnologia, a quantidade infinita de impostos que incidem sobre o preço final tornam inacessível muitas destas novidades top pelo mundo. O Brasil deveria rever alguns conceitos e permitir a viabilização do acesso à tecnologia a diversas camadas sociais.