Desenvolvimento em Ambientes Virtuais II

– Você já imaginou o que aconteceria se outra pessoa tivesse acesso a seu login e sua senha. Que confusão seria se seu chefe ou outra pessoa qualquer pudesse bisbilhotar sua caixa postal usando o login e senha dele?

R.:  Seria impossível .. não ter senha e login para acesso.. ainda mais hoje em dia que tempos senha para tudo.. mesmo assim há invasão de raches ..

– Para que obtenha êxito como desenvolvedor de interfaces, devemos refletir antes de construir seu projeto. Pense em sistemas que sejam interativos, tenham alta qualidade e que possam ser admirados pelas pessoas que o utilizam.

– Você já havia parado para pensar quanto o design de uma interface pode favorecer ou prejudicar o usuário? Se você nunca pensou nessas situações demonstradas, deve estar surpreso com a quantidade de dificuldades que um mau projeto de interfaces pode acarretar.

R: Sim.. pois um usuária de internet e evito alguns sites devido a dificuldade para a usabilidade.

– A utilizados em uma interface web para que eles tenham uma boa usabilidade:

. Se todos esses pontos podem ser relacionados, porque mesmo assim existem tantos sites ruins em ambientes virtuais?

r.: Acredito que acessem uma vez e não mais…

– Imagine se você não for claro ao solicitar informações ao usuário. Quantas informações desnecessárias ele poderá fornecer? O que então deixar de informar questões relevantes. Antes de finalizar este campo, lembre-se que você deverá Sr objetivo.

Primeiros passos.

  • Dispor de tempo, tecnologia e recursos humanos para realizar o projeto.
  • Que todos os departamentos da empresa sintam-se integrados no projeto.
  • O que vai “vender”: entende-se vender como promover, anunciar, ou vender diretamente produtos.
  • A quem vai “vender”: devemos identificar nosso núcleo de usuários extremos que nos ajudarão a posicionar o produto de uma forma mais definida que se nos dirigíssemos diretamente aa grande audiência.
  • Como vai “vender”: aqui é onde entram os temas de logística, atenção ao cliente, design do produto e web.
  • Uma vez vendido, o que fazemos: é importante prever que ocorrerá amanhã quando nossos clientes já tiverem comprado os produtos. Fidelidade, promoções, seguimento…

O primeiro protótipo.

  • Com todos os requisitos coletados nos primeiro passos, poderemos começar a pensar em como vamos construir nosso site.
  • Recomenda-se que a equipe que esteja nesta fase seja multidisciplinar (como mínimo, programação, design, conteúdo e um coordenador de equipe).
  • Recomenda-se que o coordenador saiba algo de todas as matérias, (servidor, web, design, conteúdos) porque será a pessoa encarregada de criar pontes entre os diferentes departamentos e de chegar a consensos quando surjam problemas de competência.
  • Com esta equipe se realizará um projeto que servirá para aproximarmos da idéia de nosso site.
  • Este projeto será produzido a um nível quase real para que seja provado por usuários.

Teste de usuário.

  • Uma vez produzido o protótipo, faremos nosso primeiro teste de usuário.
  • O teste de usuário nos ajudará a enriquecer o produto observando o comportamento do usuário, vendo as virtudes de nosso produto e, sobretudo, todos aqueles pontos débeis que possa apresentar.
  • Com o teste de usuário se realizará um novo protótipo que se deveria se possível, ser testado novamente.

 

Lançamento.

  • Uma vez que tivermos o protótipo ajustado faltará a parte de realização técnica.
  • Deve-se dispor do tempo disponível para ajustar o protótipo à realidade, mas não se deve encontrar novos obstáculos nesta fase.
  • Para evitar estes novos obstáculos, é necessário a total transparência dos departamentos na hora de realizar o protótipo, ou seja, conhecer todas as possibilidades existentes dentro da operativa, ver o “pior dos casos existentes”, ver como funciona “o primeiro dia”, etc…
  • Por ultimo, recomenda-se passar uma fase de “emissão de provas”, ou seja, lançar o site e prova-lo em real (conexões com módem, operativa real, ver resposta do correio ou do call center no caso de que existam, etc..)

– Considere os esquemas básicos de cores ACROMÁTICO, NEUTRO, MONOCROMÁTICO OU CINZAS, COLORIDOS,  em sua opinião, qual deles chamaria mais a atenção do usuário.

r.:  Nos aspectos relacionados ao aprendizado e compreensão, o uso de cores cromáticas tem um maior sucesso do que cores acromáticas em termos de tempo de processamento e reações emocionais do observador. Isso não significa que as pessoas aprendam mais a partir de uma tela colorida, o que acontece é que é mais agradável e mais atraente. Ao mesmo tempo, a cor é mais fácil de ser recordada.