O Tatu-Bola

O Tatu-Bola

Trata-se de um animal endêmico, isto é, só existe no Brasil; e para ser mais exato, o tatu-bola é uma espécie que existe somente na caatinga do nordeste brasileiro e no cerrado. O tatu-bola mede aproximadamente 50 centímetros e sua reprodução é de, no máximo, dois filhotes por gestação, que dura cerca de quatro meses.

O tatu-bola tem hábitos noturnos e alimenta-se de escorpiões, cupins, formigas, ovos de pequenos répteis e frutas. O curioso é que esse belo e exótico animal, pelo fato de não ser tão bom em cavar buracos como os outros tatus, geralmente aproveita buracos feitos por outros animais para o seu esconderijo.

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

O tatu-bola, segundo o Ministério do Meio Ambiente, integra a triste lista nacional de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. Pode-se dizer que a principal ameaça à sobrevivência do tatu-bola é a caça predatória, motivada pela facilidade em se capturar esse animal. A razão é simples: para se defender de seus predadores, o tatu-bola é capaz de se enrolar completamente ( o seu rabo e sua cabeça se adaptam como num quebra-cabeça ), formando uma bola que protege o seu corpo. Daí a origem de seu nome popular, a saber, tatu-bola. Infelizmente, porém, essa tática de defesa não o protege do homem, que só tem o trabalho de pegar a bola que é o tatu e levá-lo para casa.

Além da caça predatória, outra causa de ameaça à sobrevivência desse animal é a destruição de seu habitat devido à expansão urbana; isso sem contar as queimadas que também contribuem para agravar a situação.

Tatu-Bola - O Mascote Da Copa De 2014

Tatu-Bola – O Mascote Da Copa De 2014

O MASCOTE DA COPA DO MUNDO DE 2014

Felizmente, nem tudo está perdido. Para salvar da extinção esse verdadeiro patrimônio nacional, sabemos que toda a sociedade precisa se envolver. É claro que existem algumas áreas de proteção, como o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, onde esses animais encontram certa segurança. Porém ainda é muito pouco. É preciso que haja programas de educação ambiental principalmente para a população das áreas onde ainda sobrevive o tatu-bola.

A escolha do tatu-bola como mascote da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, com certeza constitui uma grande vitória para todos os que defendem o meio ambiente e lutam pela preservação dessa espécie. A Copa do Mundo no Brasil – e que será assistida por bilhões de pessoas no mundo – será uma excelente oportunidade de divulgar informações relevantes sobre esse animal que ainda é pouco conhecido pelos brasileiros; e o objetivo é sensibilizar não só o povo brasileiro, mas também o mundo para a necessidade de proteger a natureza e os animais que dela dependem para sobreviver, como o nosso gracioso tatu-bola.