Cores e tonalidades na pintura de imóveis

De tempos em tempos, observamos as áreas externas e percebemos que é necessário pintar o imóvel, não é mesmo? Seja na pintura residencial, pintura predial ou pintura comercial, é preciso fazer a correta seleção de cores, bem como planejar com antecedência a ordem dos setores a serem pintados e a quantidade de tinta que será utilizada. Veja algumas dicas sobre cores e tonalidades para pintura:

Cores

Ao pensar nas cores que serão utilizadas no projeto, geralmente levamos em consideração o gosto pessoal, no caso de residências, ou as cores que são mais indicadas para os negócios, no caso de pinturas em estabelecimentos comerciais. Além dessas estratégias, o uso das cores também pode produzir certos efeitos:

  • Deixar os ambientes mais curtos: para salas mais compridas, procure pintar as paredes menores com cores mais escuras;
  • Deixar os ambientes mais longos: aplique cores mais escuras em duas paredes, uma de frente para a outra;
  • Rebaixar o teto: pinte o teto em cor mais escura do que as paredes;
  • Elevar o teto: pinte o teto em cor mais clara do que as paredes;
  • Paredes bicolores: quando as paredes estão pintadas em duas cores diferentes, é possível alonga-las ou encurtá-las. Quando a parte de cima tem cor mais clara do que a parte de baixo, tem-se a impressão de que a parede é mais longa. Quando a parte de cima está pintada em tom mais escuro do que a parte de baixo, por sua vez, a impressão é de que a parede é mais curta.
  • Deixar corredores mais largos: nesse caso, a dica é pintar as paredes menores (extremidades) do corredor e o teto em tons mais escuros do que as paredes maiores.
  • Destaque: Para dar destaque a determinados objetos, pinte o ambiente em que ele está inserido em cores mais intensas ou contrastantes. Para “esconder” elementos, procure pintar as paredes de fundo em tons semelhantes aos do objeto.

Tonalidades

Cores e tonalidades na pintura de imóveis

Existem alguns casos em que a aplicação de cores iguais pode ter resultados em tons diferentes, dependendo das circunstâncias. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados.

Por exemplo, se duas paredes foram pintadas com uma mesma tinta, porém uma delas está mais iluminada no ambiente, ela apresentará uma tonalidade mais clara do que a outra. O mesmo pode acontecer ao comprar tintas exatamente da mesma cor, porém em fabricantes diferentes. Nesses casos, o resultado normalmente apresenta pequenas diferenças de tonalidade. A dica é usar sempre a mesma marca para que o ambiente fique homogêneo.

Também é preciso tomar cuidado para retoques de pintura. Mesmo quando realizado com a mesma tinta, do mesmo fabricante, podem ocorrer diferenças de tonalidade entre as partes retocadas e o restante. Procure realizar os retoques em menos de 24 horas após a pintura. Em alguns casos, pode ser necessário repintar toda a superfície.