Como se Asfalta Uma Rua

O asfalto é algo que ajuda na mobilidade e melhora o aspecto da rua de forma significativa. Sinônimo de modernidade, o asfalto é obtido por meio da destilação do petróleo e recebe uma gama de aditivos até chegar ao ponto de ser aplicado no solo. São diferentes frações, algumas mais pesadas que podem apresentar um ponto de ebulição de 600°C. São basicamente duas formas, uma em que se obtém o asfalto em torre de destilação ou extraído direto da natureza. Essa segunda forma é usada em diferentes aplicações, como para evitar vazamentos de água e preparação de múmias em alguns países da África.

Composição do asfalto

AsfaltoO tipo mais comum de asfalto é resultado da mistura de materiais como brita e areia, que são escolhidos de acordo com as necessidades do solo a ser asfaltado. Por exemplo, uma rodovia em que transitam milhares de carros e caminhões todo o dia precisa de um asfalto mais resistente que do que uma rua em um bairro habitacional em que o trânsito é menos intenso. Em ambos os casos a composição é de asfalto, areia, pó de pedra e gravilha a 200°C, entretanto em medidas diferentes, que são determinadas antes da aplicação.

A mistura é assentada no solo, nivelado e depois os compressores são usados para que a consistência fique bem compactada. A distribuição é regulamentada pela ABEDA – Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Asfalto. Ela regulamenta as empresas que trabalham com o asfalto e seus subprodutos, como lama asfaltica e outros.

Sustentabilidade

Nos tempos atuais, o asfalto também se tornou uma opção mais sustentável, com a adição de produtos vindos de reaproveitamento, que poderia poluir o solo ou rios. Por essa razão muitas empresas tem utilizado pneus velhos na composição do asfalto. Essa composição sana o problema dos pneus velhos, que ocupam muito espaço e a queima também é ruim para a atmosfera.

Os pneus são cortados em raspas e são usados na composição do chamado asfalto ecológico ou asfalto borracha, que não perde em nada em relação aos demais modelos e ainda possui uma vida útil elevada. Pelo contrário, as propriedades da borracha tornam o asfalto mais flexível e com menor ocorrência de rachaduras. Além disso, o uso do pneu na composição do asfalto reduz os custos da produção do asfalto, pois eles seriam descartados.Pneu

Não é apenas essa a única iniciativa para compor um asfalto mais sustentável, como uma forma de reduzir os impactos causados no meio ambiente. Nos Estados Unidos, por exemplo, já existe uma gama de projetos para usar o calor do sol absorvido pelo asfalto para gerar energia. Para isso é adicionado o quartizito, que aumenta a capacidade do asfalto de absorver o calor, que será transformado em energia elétrica em um processo semelhante ao utilizado nas termoelétricas.

Outra iniciativa está sendo desenvolvida em Madri, onde serão utilizados um asfalto especial com o objetivo de diminuir a poluição gerada pelos carros que transitam na via. Dessa forma, o óxido de nitrogênio emitido seria captado, diminuindo a poluição e os gases emitidos na atmosfera. São ótimas iniciativas, mas que ainda não chegaram ao Brasil, exceto do uso dos pneus é amplamente usada em diferentes estradas.