Chapéus e Bonés – Estilo e Proteção

É certo que muito pouca gente usa chapéu hoje em dia no Brasil, pelo menos o chapéus tradicionais. Até meados dos anos 70, essa era uma prática bem mais comum. Todo mundo usava esse acessório na rua. Nas portas dos estabelecimentos e de casa, era obrigatório um porta-chapéus, pois se era falta de educação andar sem chapéu, também o era mantê-lo na cabeça em locais cobertos. Como sempre, bem no início de sua história, coberturas para a parte superior do corpo serviam como proteção contra o sol, o vento, a chuva e o frio.

Os homens usaram algum tipo de chapéu antes das mulheres, pois eram eles que iam à caça. Mais tarde, os chapéus passaram a simbolizar o status de diferentes hierarquias da sociedade. Os reis, sacerdotes, soldados, todos tinham o seu próprio modelo. Existem registros antigos de chapéus que remontam há mais de quatro mil anos, tão antigos quanto o surgimento da escrita. Atualmente, usa-se um chapéu numa ocasião mais formal, como em cerimônias. Ainda é um acessório essencial na alta sociedade, para os mais velhos e para representações, como nas festas juninas. O costume é ainda mais comum em países do velho mundo. Os mais idosos podem ser vistos com os seus chapéus na missa de domingo.

Mas há outras formas de cobrir a cabeça para protegê-la que são menos formais e extremamente comuns. No verão, por exemplo, usa-se um boné, popularizado graças ao mundo esportivo. Mesmo quem usa normalmente um chapéu de verdade pode ter um ou dois bonés em casa para ir à praia ou para a prática de algum esporte. Os cantores de rap e os de funk usam bonés o tempo todo, fazendo parte do seu estilo. Algumas mulheres acham bonés algo muito masculino e preferem ir à praia com enormes chapéus de palha colorida. Nas campanhas eleitorais, é comum a distribuição de bonés, tal a sua aceitação. Corridas com a participação popular e grandes eventos também costumam oferecer itens como esse.

Já no inverno, a pedida é o gorro. Existem modelos feitos de vários materiais. Podem ser feitos de lã, malha (geralmente, os de bebês), plush. São muito usados em esportes como esqui, montanhismo, snowboard e outros típicos da estação mais fria do ano. Mas não é preciso ser um esportista para usar um. Assim como o boné, o gorro é um acessório que a maioria tem para o dia a dia. Usa-se para ir ao trabalho, à escola, para a saída de noite. Mas são, geralmente, acessórios mais chiques que os bonés, pois têm mais possibilidades de servirem de enfeite. Há gorros que são usados mesmo só como mais uma peça do look, como um cinto ou uma bolsa combinando com o resto do conjunto.