Utilidades do Bronze

Bronze

Bronze

O bronze é uma liga metálica homogênea composta pela mistura de cobre e estanho, podendo ter porções de outros elementos dependendo do seu uso. É apresentado na forma de metal dourado e maleável. Quando exposto por períodos prolongados é recoberto por uma camada castanha escura de óxidos dos metais envolvidos em sua composição.

É uma das ligas metálicas mais antigas da humanidade, a sua fabricação data aproximadamente há 3.000 anos antes de Cristo, e ficou conhecida como Idade do Bronze, substituindo assim o período Neolítico. Com o tempo se mostrou mais vantajoso levando em consideração que por ser um metal relativamente mole para os trabalhos e aplicações, provia beleza e resistência à peça e a partir deste momento, inicia-se a produção de diversos tipos de objetos, como esculturas, armas, utensílios de cozinha, adornos, jóias e fins industriais.

O bronze é uma liga metálica que possui inúmeros usos e os mais comuns são:

Industrial: fabricação de parafusos, ferramentas, equipamentos para usinas, aparelhos elétricos, materiais hidráulicos, revestimento de motores, em engrenagens em função da resistência ao atrito e mantém o engraxe. Antigamente, o bronze industrial era muito usado na fabricação de moedas.

Estátua de bronze de Carlos Drumond Andrade

Estátua de bronze de Carlos Drumond Andrade

Artes: no decorrer da História, e muitos artistas plásticos usam o bronze para suas criações artísticas de estátuas e decoração, e no caso, o Egito antigo e os gregos, o metal também era utilizado para fabricação de sinos (por conta da sua ressonância, onde emiti um som característico e agudo quando recebe um toque ou uma pancada).

Música: fabricação de instrumentos musicais, principalmente os de sopro, como por exemplo, o saxofone e o trompete.

Variações do bronze

Existem diversos tipos de aplicações, para a fabricação de engrenagens, por exemplo, possui uma fricção muito pequena quando entra em contato com os demais metais, assim, é muito usado em diversas máquinas e indústrias. As características do bronze mudam à medida que são adicionados elementos a sua composição. Por exemplo, se aumenta o teor do estanho, aumenta a dureza e as propriedades relacionadas com a sua resistência.

Os bronzes possuem elevada resistência à corrosão, o que amplia o campo de seu emprego, por isso é comum adicionar chumbo para melhorar as propriedades lubrificantes ou de anti-fricção das ligas.

O zinco é da mesma forma eventualmente adicionado, atuando como desoxidante em peças fundidas e para melhorar a resistência mecânica. As propriedades são ainda melhoradas pela adição de até 0,40% de fósforo, que atua como desoxidante; nessas condições, os bronzes são chamados fosforosos.

Aplicações

Bronze Fosforoso

Bronze Fosforoso, normalmente usado em material hidráulico.

Fosforoso: Apresenta boas propriedades de anti-fricção e sua resistência é média. Normalmente é utilizada para peças de pequeno porte ou elementos de acoplamento, podem ser submetidas à velocidade e pressão baixas.

Grafiato: Impregnada de óleo em seu interior (micro poros), com o movimento de rotação, a pressão gerada faz com que o este óleo crie uma película revestindo-o e mantendo a peça lubrificada, apresenta excelente resistência a corrosão e média resistência a mecânica, além de ser auto-lubrificante. Sua aplicação é usada para dispositivos com difícil acesso de lubrificação forçada.

Alumínio: Também conhecido como bronze alumínio, apresenta ótima resistência ao desgaste e corrosão. Muito indicada para fabricação de peças que deslizam e submetidas a cargas e choques excepcionalmente altos.

Manganês: Apresenta excelente resistência a corrosão e por suportar cargas estáticas extremamente altas e em baixa velocidade. Utilizada normalmente em componentes internos de válvulas, como por exemplo, pontes rolantes ou suportes de alta resistência.

Universal: Tem propriedades boas de anti-fricção e resistência media. Muito usado para pequenas peças submetidas a velocidade e pressão artificial baixa, como por exemplo, material hidráulico.