Tudo sobre elevação de cargas

Desde os primórdios da humanidade, o homem sentiu uma necessidade muito grande de interagir com o meio ao seu redor e ser um transformador da paisagem. Para criar ferramentas e construir moradias, era preciso modificar matérias-primas grandes e pesadas, o que demandava a necessidade de arrastá-las ou erguê-las. Elevar as cargas oferecia, e ainda oferece, uma grande vantagem, que é a redução de seu atrito com o solo, facilitando o processo.

Tudo sobre elevação de cargas

Dessa forma, o homem primitivo passou a desenvolver as primeiras ferramentas, ou máquinas simples, com o objetivo de elevar cargas. Foi por conta desse tipo de necessidade que surgiram a roda, as alavancas, as polias e outras máquinas precursoras das engrenagens que são utilizadas hoje em dia.

Nos dias de hoje

Atualmente, a elevação de cargas continua sendo uma grande necessidade em diferentes ambientes. O transporte de objetos pesados é muito comum em linhas de produção industriais, carga e descarga de trens ou navios e, sobretudo, na construção civil. Nesse tipo de trabalho, a força humana, individual ou coletiva, não é suficiente para dar conta de pesos tão acentuados.

Ao contrário do passado, as máquinas utilizadas hoje em dia são muito mais complexas, implementando diferentes tecnologias, engrenagens e outros mecanismos de funcionamento. É o caso de itens como o guindaste, a ponte rolante, a grua e o pórtico. No entanto, é preciso reconhecer que sem as máquinas primitivas e sem as primeiras descobertas da Física, a existência das máquinas modernas seria impossível.

Cuidados necessários

Qualquer operação de elevação e movimentação de cargas que seja realizada, em qualquer ambiente e para qualquer finalidade, precisa que alguns cuidados sejam tomados.

Por exemplo, é preciso que haja um plano detalhando, passo a passo, como será realizado o içamento e o transporte da carga. Esse plano, chamado plano rigger, é geralmente desenvolvido por engenheiros e estabelece quais máquinas serão envolvidas, quantos funcionários serão necessários, quais serão as etapas do processo, entre outras especificações.

Todos os funcionários envolvidos precisam seguir à risca o plano de rigging, de modo que nenhum contratempo possa pôr em risco a vida dos envolvidos e a integridade das ferramentas utilizadas e da própria carga, o que poderia transformar a operação num verdadeiro desastre.

A execução da elevação das cargas precisa levar em consideração as condições meteorológicas no momento do içamento, bem como as propriedades do solo da região, de modo que toda a operação seja considerada segura.

Por fim, é importante que todos os operários envolvidos na operação estejam sempre bem equipados com os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como é o caso de capacetes, protetores auriculares, óculos específicos, luvas, entre outros que sejam considerados necessários.