Trio de Ouro da Empregabilidade

Esta você não sabia: agora, não basta ser um, você tem que ser três! Em-pre-ga-bi-li-da-de é um palavrão, você não acha?

Saiba que o aumento das atividades empresariais nos impõem uma série de evidências e elas estão fundamentadas nas chamadas competências pessoais. Quantas vezes você já ouviu… ”foi demitido porque era um incompetente”.

Ser competente ou incompetente nos leva a crer que precisamos ser os da primeira linha. Sim, é claro, temos que ser competentes para poder competirmos no mercado. Para poder sobressair-se, sermos promovidos, ganharmos aumento de salário e bônus por atingimento de metas, temos que estar no Time dos Melhores.

Todavia, para as empresas, isto não é o bastante. Vão ser necessárias outras competências. Você tem que ser o Trio de Ouro, tudo numa só pessoa. Todas as organizações vão exigir isto de você. Vamos explicar:

O melhor recheio da bolachinha

Você sabe que precisa gerar o próprio capital intelectual. Porém, mais ainda: capital emocional. E o mais importante, você tem que possuir capital ético.

É o Trio de Ouro da Empregabilidade.

Então, veja que não basta possuir vasto poder intelectual e ser muito competente. Não basta ser o entendido da matéria, o melhor recheio da bolachinha, não é mais suficiente entender a fundo da área que você escolheu estudar e se aperfeiçoar.

Na continuação, ter capital emocional está ligado à psicologia do ser humano, então não é aquilo que temos, mas aquilo que somos. E, temos que ser éticos.

Pela ordem de nossa lista: ética, emocional e intelectual. E você achava que era o contrário, não é mesmo? Até sua mãe falava: “vá estudar, senão você não vai chegar ao topo.”

Mas, ela falava de ética para você? Ela falava de como conseguir equilíbrio emocional?

O doidão na panela de pressão

Conviver numa panela de pressão é o “normal” no ambiente empresarial e ele exige de você equilíbrio emocional. Você não pode sair gritando com os outros dentro da empresa, mais ainda: não grite mesmo se você for o chefe! Por favor, não grite!

A isto se denomina falta de capital emocional, você passa a ser mal visto, um desequilibrado, um doidão que só sabe vociferar e gritar ordens (mesmo usando as melhores práticas) para seus colegas, subalternos e outras chefias.

Mesmo nas reuniões em que você demonstra saber muito mais do que os outros, ter equilíbrio emocional é não se meter em discussões sem cabeça, daquelas em que você só quer espezinhar seu “oponente”, aquele colega que sabe muito menos do que você.

Filme queimado

Se você só se baseia no seu poder intelectual, isto não lhe garante mais a sua contratação e a permanência dentro da empresa, dentro do mercado de trabalho. Você vai ficar “marcado na paleta” como dizem os gaúchos, você vai ficar com seu filme totalmente queimado. Um filme que ninguém quer assistir. Você, um filme queimado, torrado pela sua falta de equilíbrio emocional.

Você é interessante?

Veja que é bom indagar agora o quanto sua bagagem pessoal e profissional interessa ao mercado. Qual foi o último curso novo ou de atualização que você fez? Existem, hoje, muitos cursos gratuitos no SENAI, SESC, SEBRAE e de graça até na Internet. Estar sempre atualizado é imprescindível para chegarmos ao sucesso. Portanto, não tem desculpa.

Carreira interrompida

Veja que existe uma certa histeria coletiva em busca dos objetivos e das metas empresariais. Todo mundo quer bater meta! Então, você precisa ter condições físicas e mentais para chegar ao topo. Sim, físicas, também! Senão a hipertensão chega e…já era. Hospital e remédios e exames e médicos.

Se você não cuida do que come, abusa da gordura, do fast food, da fritura, da carne em demasia e nem chega perto das saladas e das frutas, você é um sério candidato a não chegar ao topo. Sua carreira – mesmo você sendo o sabichão – será interrompida por doenças cardíacas.

Portanto, dá uma passadinha no médico esta semana e faça um checkup preventivo. Saiba que as maiores causas de afastamento do trabalho são causadas por transtornos psicológicos, insônia e depressão patrocinados por uma pessoa: você mesmo! Não tenha receio. Se você não tem médico da firma, vá no Posto de Saúde mais próximo. Você vai agradecer por esta brilhante ideia.

Venda bem a sua imagem

Finalizando, invista com segurança em seu Marketing Pessoal.

Se você é um profissional valorizado, as pessoas do Mundão precisam saber disso. Seu tempo tem que ser dedicado, também, para transitar em lugares interessantes para a sua área de atuação profissional veja algumas dicas interessante para você se manter em uma entrevista de emprego.

Troque cartões, faça amizades, saia da casca. Bote a cabeça para fora do ovo e não saiam por aí como um pavãozinho, mas como um pintinho amarelinho, cheio de simpatia e cheio de dicas para dar aos colegas, amigos e vizinhos.

Ah, e não cobre nada por isso. Humildade e serviços gratuitos já podem fazer parte do seu capital intelectual, não é mesmo?