Trabalhar e Estudar em Outro País: Uma Alternativa de Intercâmbio

mulheres com crianças

Trabalhe como Au Pair nos EUA e drible os gastos com a viagem

A realidade da maioria dos brasileiros na atual crise econômica e política é de economizar e cortar o máximo de gastos para poder passar por este momento sem deixar de ter qualidade de vida. Para muitas pessoas, isso significa abrir mão do sonho de viajar, conhecer e morar em outro país.

Atraído pela cultura, por um local mais desenvolvido e por aprender algo novo, o desejo de deixar o Brasil na época de crise é mais palpável. Muitos brasileiros que se aventuram em uma nova viagem esperam deixar a rotina que tinham no Brasil para trás. Porém, para quem quer se arriscar e ter uma experiência única e diferente, trabalhar é a melhor escolha para colocar como primeira opção de viagem.

O intercâmbio para outros países que permitem unir o trabalho com as viagens está cada vez mais frequente. Quem está disposto a encarar desafios e superar dificuldades, está apto a garantir uma viagem mais prazerosa e desenvolver o idioma daquele país com mais eficiência.

Muitos países permitem que brasileiros trabalhem legalmente além de realizarem outro tipo de atividade, entre elas, estudar algum idioma ou algum curso em específico. Quem escolher esse tipo de intercâmbio tem que estar ciente que provavelmente vai encarar vários tipos de trabalho.

Viajar e trabalhar não é só felicidade, mas também não é só trabalho. Muitos locais escolhem estrangeiros para trabalhar por sua facilidade de comunicação, mas também por falar pelo menos dois idiomas e se adaptar a várias situações que pessoas locais teriam mais dificuldade.

Dicas valiosas

Para realizar um intercâmbio que supere suas expectativas, é preciso planejar todas as etapas do processo. Saiba qual o tipo de visto e a permanência que cada país permite e exige, além de escolher uma cidade que tenha um clima que te agrade e deixe a experiência ainda mais prazerosa. É importante também escolher o tipo de trabalho que você deseja fazer.

Uma dica para praticar o idioma local em tempo integral é evitar cidades que tenham muitos brasileiros ou locais em que você já tenha amigos morando lá. Fazer amizades com estrangeiros para aprimorar a língua que você quer praticar é essencial para ter um aproveitamento maior da viagem e da experiência.

Outra dica é contratar acomodações apenas para as primeiras semanas. Ao conviver com outras pessoas, conhecer novos locais e se adaptar à nova rotina, você poderá mudar de casa sem maiores preocupações e para ambientes em que se sinta mais à vontade.

Só para as meninas

As opções só para mulher (para as mais jovens, entre 18 e 26 anos) é ser babá em outro país – conhecido como intercâmbio Au Pair – e nas horas de folga aproveitar para viajar e conhecer a cidade em que está trabalhando. Este tipo de programa tem duração mínima de um ano podendo chegar a dois anos.

Para estar apto a este trabalho em outro país é necessário demonstrar habilidade com crianças no Brasil, assim como comprovar que teve contato com crianças e não está despreparado para realizar as tarefas – principalmente em outra língua. Ajudar com as lições de casa, arrumar a bagunça dos baixinhos e acompanha-los na escola, são algumas das tarefas a serem exercidas.

Para todos os gostos

Para quem não quer ficar tanto tempo em outro país, há opções de intercâmbio que duram cerca de três meses (realizado nas férias de verão do Brasil) em que você pratica o idioma, tem experiência em variadas áreas de trabalho e um intercâmbio não só de país, mas também cultural.

Para participar desse programa é necessário ter mais de 18 anos e inglês fluente.  Com este tipo de pacote, você ainda tem direito a viajar legalmente pelos EUA durante 30 dias, mas tem que estar matriculado em uma faculdade com duração mínima de 4 anos, e estar cursando entre o segundo e o penúltimo semestre. Não há distinção de sexo e o alto astral é essencial para exercer este tipo de trabalho.