Sugestões para segurança de imóveis

Na atualidade, a quantidade de crimes que acontecem dentro dos próprios imóveis das pessoas tem crescido consideravelmente. Os dados alarmantes têm levado as pessoas a apostarem em diferentes métodos para protegerem suas casas e prédios, seja com muros ou com outras possibilidades, como grades, cercas e arames. Estes itens podem interferir no aspecto estético da moradia e possuem diferentes vantagens e desvantagens. Confira, a seguir, alguns dos principais mecanismos de segurança que vêm sendo adotados.

Muros

Os muros são a opção mais tradicional de segurança doméstica. Eles podem ser construídos em diferentes materiais, como tijolos vazados, tijolos maciços, pedras, concreto armado, entre outros. O material escolhido pode ser mais ou menos resistente e interferir na decoração.

O muro é uma opção segura, já que bloqueia não só o acesso, como também a visão de quem está de fora, garantindo privacidade aos moradores. Assim, recomenda-se que sejam construídos muros numa altura mínima de 2,5 metros. É preciso, no entanto, atentar para o fato de que há determinadas localidades em que levantar muros é proibido por lei. Verifique a legislação local antes de tomar qualquer medida.

Cercas e grades

Caso não seja permitida a construção de muros, alternativas válidas são as grades e cercas. Embora não bloqueiem a visão, como fazem os muros, as grades também servem como meios de proteção e segurança. Para este fim, recomenda-se que as barras, sejam elas fabricados em ferro ou em aço, tenham boa espessura, pois isso dificulta a ação de vândalos que tentem abrir vãos para invadir os imóveis. Já que as grades não bloqueiam a visão, o ideal é que haja outros meios complementares de segurança, como vigilantes ou câmeras 24 horas por dia.

Uma forma interessante de cercas é a chapa expandida de aço. Ela é um tipo de grade produzida com corte e estiramento do material. O formato da malha é vantajoso no sentido de que dificulta a escalada em relação às grades comuns. Há diferentes tipos de malhas e, para fins de segurança, recomendam-se as malhas mais finas.

Sugestões para segurança de imóveis

Chapas de vidro

Recentemente, um método de segurança de imóveis que tem crescido muito são as chapas de vidro. Esse produto é fabricado em vidro temperado, o que também auxilia o bloqueio de visão e, quando produzido a uma boa altura, torna-se extremamente difícil de ser escalado. A estrutura pode ser composta tanto por aço quanto por alumínio. Um grande diferencial das chapas de vidro sobre os outros métodos é o bom acabamento estético, que pode valorizar o imóvel, principalmente se for complementado por cercas vivas.

Ouriços

Bem menos estéticos do que as cercas, os ouriços também são boas opções de segurança. Esse mecanismo também pode ser conhecido como concertina, arame farpado helicoidal ou cerca de aço. Os ouriços possuem visual agressivo e são fabricados em aço galvanizado para prolongar sua vida útil. São aplicados como complemento a muros ou cercas.

Preços

Além das funções de segurança e aspecto estético, os preços desses itens também variam. Os ouriços são os mais baratos, seguidos pelo levantamento de muros. Na sequência, seguem as grades em barras de ferro, as chapas expandidas e, por fim, a cerca de vidro, como mecanismo mais caro. Cercas elétricas, sensores de movimento, câmeras de vigilância e serviços de porteiros ou vigilantes são outras maneiras de obter mais segurança para a sua moradia.