Soninho Barrigudo

Assim que a mulher descobre que está grávida, a adrenalina corre. Ela fica eufórica – talvez fique preocupada, caso a gestação não seja programada – e elétrica, mal consegue parar quieta! Afinal é felicidade, é preocupação, são planos… nossa, é tanta coisa! E nessa correria toda, especialmente no início, quando a novidade ainda está fresca, a mulher cansa que é uma beleza! Mas cansa a cabeça, que gira mais rápido que relógio de luz quando o chuveiro está ligado!

Mas depois que passa aquela fase de marcar os exames e as consultas, comunicar a novidade pra Deus e o mundo, começar a montar o quartinho e providenciar as roupas de grávida, vem a fase em que a barriga começa a crescer. Isso quer dizer que a criança ali dentro está ganhando peso, tamanho, e que seu corpo está se adaptando (super rápido, aliás) a essa nova etapa. Aí, minha amiga, o cansaço que vem é físico, mesmo.E à medida em que a barriga aumenta, o cansaço também – até quando você não faz nada! O metabolismo fica muito rápido, seu gasto de energia sobre pra caramba – e o do bebê também, que demanda mais e mais de você à medida em que cresce. Já viu, né?

E bate um sono gostoooooso…

sono gravida

Provavelmente é a época em que você vai dormir melhor. A gravidez, aliás, pode ser uma pausa ma-ra-vi-lhosa pra quem tem insônia! A soneira é daquelas boas, de dormir profundo, mesmo. Nessas horas, a melhor coisa que a gravidinha tem a fazer é achar uma caminha bem gostosa, fofinha, quentinha (se estiver no inverno então… hmmm…) e tirar aquela soneca!

Às vezes o sono é tanto que só dá tempo de tirar os sapatos – no mais, vai de calça mesmo, de bata, de qualquer coisa. Mas quando dá tempo, as camisolas e pijamas pra gestante estão aí! Algumas peças mais justinhas, outras mais folgadonas… mas o mais importante é que são as roupas mais gostosas do mundo!

Camisolões: tudo a ver com as barrigudas!

Roupa para grávidaPra quem não gosta de nada “pegando” na cintura na hora de dormir, não existe coisa melhor do que as camisolas. Os modelos de verão são bem frouxinhas, feitas em algodão e com aquele tipo de corte que não dá trabalho nenhum pra vestir. Existem os modelos mais compridos mas, para as mais calorentas, as curtinhas fazem o maior sucesso! Curtinhas e de alças finas, para deixar os braços de fora, bem fresquinhos.

Já para o frio, elas surgem longas, até os tornozelos mesmo, algumas com manga curta, três-quartos ou mesmo longas. O tecido ainda pode ser o algodão mas, para lugares mais frios (ou para grávidas mais friorentas), elas surgem em tecido flanelado suuuuper macio, quentinho, fofo… uma delícia! O problema é querer sair de dentro da camisola depois de acordar, né?…

A única lei que impera entre as camisolas, qualquer uma delas, é a seguinte: tem que ser confortável. Acabamentos com babadinhos são bonitos de se ver mas pode ser que, na hora de dormir, eles fiquem roçando na pele, deixando-a irritada. Lacinhos, fitinhas, botões… tudo isso é enfeite e podem muito bem ser deixados de lado – afinal de contas, camisola é roupa para dormir, não para sair. Prefira um modelo que seja mais confortável do que estético.

Pijamas: um abraço que pega o corpo inteiro

Algumas mulheres não curtem muito as camisolas e a principal reclamação delas é: “ai, ela enrola toda quando a gente deita!”. Não deixa de ser verdade. Como não tem nada firmando a barra da camisola junto às pernas, a tendência é que ela suba, mesmo. No calor é até gostoso, mas no inverno… Por isso, as incomodadas literalmente se retiram do mundo das camisolas e vão direto para os bons e velhos pijamas.

Assim como no caso das camisolas, eles também têm suas versões para o verão e para o inverno. Os de verão são feitos quase sempre com algodão (aliás, que tecido mais mágico, não é??) e com um corte bem folgadinho, para não ficar colando no corpo. As alcinhas são indispensáveis, nada de braços cobertos! As gestantes que não se incomodam podem usar pijamas de calça, mas existem as versões em shortinho. Sim, são os babydolls.

Mas se o caso é de frio, aí voltamos para o corpo coberto. Pijamas de calça comprida e com blusas de mangas longas, que põem ser tanto de algodão fino (se o frio ainda não estiver tão intenso), em malha mais grossa ou então no delicioso flanelado. Para aquelas que sentem frio demais e precisam apelar pesado, existe a opção de pijama feito em malha tipo moletom – esse é casca grossa! Esquenta de verdade até a mais friorenta das gestantes! Ele pode ter punhos dos braços e pernas ajustados, como nos abrigos de moletom mesmo, ou então folgadinhos.

Só falamos em malhas tipo algodão, mas não citamos o cetim nem a seda, não é? É porque essas peças, apesar de serem lindas, podem não ser tão confortáveis, já que elas não são elásticas. Como a gestante já vai ter alguma dificuldade para se movimentar durante o sono, a firmeza desses tecidos pode ser um pouco chata para dominar. Mas se a gravidinha fizer questão – e se sentir confortável -, não há o menor problema em investir nesse tipo de tecido. É super sexy. ;)

O importante é dormir bem, para acordar descansada e enfrentar mais um dia de barrigudice e cambalhotas do bebê. Curta bastante!