Setor de seguros investe em canais digitais

Na atualidade, ninguém quer ser pego de surpresa. Na hora de proteger carros, motos, residências, equipamentos eletrônicos, ou mesmo vidas, as seguradoras oferecem leques cada vez maiores e mais personalizados de serviços. Isso porque vivemos na era da efemeridade, em que todos estão sujeitos a inconvenientes, sejam acidentes ou pessoas mal-intencionadas, de modo que este segmento de mercado tem sido valorizado.

Dada a importância que o ramo de seguros tem adquirido, tanto a seguradora quanto a corretora de seguros são empresas que buscam diferenciais competitivos e maneiras de estar cada vez mais conectadas a seus clientes, de modo a entender melhor suas reais necessidades e oferecer soluções eficazes. Na era digital, o mercado de seguros não quer ficar para trás, e também busca investir em tecnologia.

Estatísticas

A Capgemini, especializada em serviços de consultoria e tecnologia e a Pegasystems, provedora em aplicações estratégicas de negócios, realizaram um estudo em todo o país com o objetivo de identificar a importância atribuída pelo setor de seguros às transformações digitais e multicanais no atendimento ao consumidor, como meio de atualização diante das mudanças do presente e do futuro.

A pesquisa demonstra que 70% das seguradoras procuram investir em seus canais digitais para melhorar sua eficiência, mas 33% ainda não personalizam a experiência para seus clientes finais. Essas empresas dirigem sua atividade digital nas seguintes proporções: 86% estão presentes na internet em geral (websites próprios), 77% nas mídias sociais, 70% em dispositivos móveis e apenas 44% em dispositivos incorporados a produtos, a chamada Internet das Coisas (IoT), apontada como importante tendência de negócios.

Tecnologia a serviço do mercado de seguros

Redes Sociais

É nítido o crescimento das redes sociais, não só para uso particular de entretenimento, como também para divulgação comercial de empresas, produtos e serviços. Elas permitem maiores segmentações e aproximam marcas e clientes a qualquer instante ou local, levando em consideração a popularização dos smartphones. Essas vantagens fazem com que 52% das empresas de seguros utilizem as redes para atendimento ao cliente. 48% as utilizam para monitorar a reputação da marca e 49% para promoção de seus produtos e serviços. Apenas 15%, no entanto, utilizam esses canais como meio de venda direta ao consumidor.

Informações Valiosas

O universo digital permite que as empresas obtenham com maior facilidade informações sobre seus clientes ou clientes em potencial. Quanto mais se conhece um cliente, mais rápido e personalizado será o atendimento, o que é fator prioritário quando se fala em seguros. Essa noção de timing permite, por exemplo que as seguradoras ofereçam um plano de previdência ou um seguro de vida a um casal que acabou de ter um filho.

Outro aspecto evidenciado pela pesquisa é o fato de que não basta investir em tecnologia, mas também em meios eficientes de utilizá-la. Embora 67% das empresas trabalhem com monitoração de suas operações em tempo real, apenas 44% adaptam-se rapidamente às mudanças externas.

Integração

É preciso, ainda, que as tecnologias aplicadas se integrem umas às outras para facilitar o atendimento e a prestação de serviços. Segundo o estudo, formas novas e interativas de oferecer serviços e produtos em meios digitais têm sido cobradas das seguradoras. Isso ocorre não só por conta da alta velocidade em que as mudanças ocorrem no meio digital, mas também pelo surgimento de um novo tipo de consumidor, cada vez mais exigente e apressado. É preciso que o mercado se adapte a essa realidade.