Romances Históricos

1- Um Amor Para Recordar

Autor:  Sparks, Nicholas.

Editora: Novo Conceito

Categoria: Literatura Estrangeira – Romance

Era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Dizia que já tinha se apaixonado antes. E que não se apaixonaria mais.

Na cidade havia uma adolescente muita introvertida que sempre carregava em seus pertences uma Bíblia, gostava de cuidar de animais, e era voluntária no orfanato seu nome Jamie Sullivan, filha do Pastor da igreja Batista da cidade sempre dedicada filha cuidava de seu pai viúvo.

Nunca havia saído com meninos. Repentinamente tudo muda…  A vida de Jamie Sullivan e Landon se transforma..

Tudo se passa em 1958 na cidade de Beaufort, cidadezinha litorânea da Carolina do Norte, o que torna mais romântica a linda história.. para quem gosta de leituras românticas esse é um best-seller que deve fazer parte de sua leitura.

 

2- O Morro dos Ventos Uivantes

Autor:  Bronte, Emily

Editora:   Lua de Papel

Categoria: Literatura Estrangeira – Romance

“SE O AMOR DELA MORRESSE, eu arrancaria seu coração do peito e beberia seu sangue.” Com a moda de vampiros.. nos tempos de hoje esse romance parece atual.
O livro favorito do casal do momento: Bella e Edward! Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. O laço que os une é mais forte do que um furacão: amor proibido que deixa trilhas de fúria e vingança. O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais belas de todos os tempos, O morro dos ventos uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas.

 

3- Para Sempre – Os Imortais – Vol.1

Autor:  Noel Alyson

Editora: Intrínseca

Categoria:  Literatura estrangeira – Romance

Blom uma garota popular, com uma vida estável se tornar líder de torcida do principal time da escola, reside numa maravilhosa casa, com sua família e uma cachorrinha chamada Buttercup. Tudo parecia perfeito e ela feliz, tinha tudo que queria..

Um acidente automobilístico muda tudo. Ever fica sem seus pais e sua irmã, com o acontecimento muda de cidade, de escola, fica sem os melhores amigos, além de todas as mudanças em sua vida, surgem visões que ela não consegue entender, Ever enxerga a aura das pessoas, ouvi pensamentos, a partir de tocar os outros. Com esses acontecimentos ela passa a fugir do contato humano, passa a se isolar e como fuga somente usa i-pod com fone nos ouvidos. Nesse momento conhece Damen, com a presença dele esse dom é interromper, ele cala o som da mente que ela ouve e que a perturbam intensamente. Ever não entende o porquê disso, somente sabe que ele lhe traz paz, e à sensação de, ser uma pessoa normal novamente. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. A única certeza é estar apaixonada….

 

4- Lolita

Autor: Vladimir Nabokov
Tradução: Jorio Dauster

Lolita: 50 milhões vendidos

Editora: Objetiva

Categoria: Romance

“Lolita” é uma das obras mais polêmicas da literatura moderna universal.
Para a moral vigente na época, o romance de Vladimir Nabokov era ousado, foi inicialmente recusado por várias editoras. Ao ser lançado, em 1955, por uma editora parisiense, gerou opiniões adversas: houve quem definisse o livro como um dos melhores do ano; outros o classificaram como pornográfico. Nos Estados Unidos, foi publicado após três anos de ser lançado, conquistou o primeiro lugar no ranking dos mais vendidos.  Nos dias atuais os críticos denominam o romance Lolita como uma história de amor, que tem um enredo elegante com um tanto de desespero. O personagem principal é o obsessivo Humbert, professor de meia-idade, se encontra na cadeia, à espera de um julgamento por homicídio, ele narra um misto de confissão e lembranças, a atração por Lolita era desastrosa, Lolita tinha 12 anos era filha da proprietária do local onde ele residia.   “Lolita” é uma obra-prima da literatura do século 20, um clássico apaixonante, que contem juventude, amadurecimento com questões mais típicas da atualidade, erotismo e solidão, onde fala mais alto o amor .

 

5- Morte e Vida de Charlie St. Cloud

Autor:  Sherwood, Ben

Editora:  Novo Conceito

Categoria:  Literatura Estrangeira – Romance

Charlie um garoto que tem um dom, ele consegue conversar e brincar com o espírito de seu irmão morto. Conhece Tess, uma sonhadora, eles precisam decidir seus futuros, descobrem que milagres podem acontecer se abrirmos nossos corações. O jovem que sobreviveu ao acidente de automóvel, que vitimou fatalmente seu irmão mais novo. Muitos anos após o laço entre os irmãos permanecem tão forte que ultrapassa os limites entre a vida e a morte. Charlie St. Cloud vive em uma confortável vila da Nova Inglaterra. Este uma linda história, um livro que você lê incansavelmente, leiam!! Sugestão leiam antes de assistir o filme, quase sempre os filmes ofuscam as histórias.

 

6- Filhos e Amantes

Autor: Lawrence, D. H.

Editora: Publicação Dom Quixote

Categoria:  Literatura Estrangeira – Romance

Romance que demonstra modernismo, pois retrata um fenómeno Freudiano, conhecido como Complexo de Édipo. Nunca um filho tinha tido um amor tão absoluto e incondicional pela sua mãe, um verdadeiro Édipo, identificando-se com ela na forma de pensar, o ódio pelo seu pai como, um clássico de Lawrence que fazem parte as minas de carvão de Nothingham; exausto e saturado do seu trabalho nas minas de carvão, Morel transforma-se num homem rude, muitas vezes, alcoolizado, o que deixa desiludida a sua esposa. Desgostosa com o comportamento do marido e com a sua vida, acaba por depositar na vida dos seus filhos todas as suas esperanças. Talvez uma autobiográfico, acrescida de uma psicologia, o romance apresenta divergências, conflitos e as crises conjugais por que passaram os pais de Lawrence – um mineiro e uma mulher de grandes ambições -, retratando uma família que sofre os efeitos de um casamento conturbado, e a repercussão que causa para os filhos.

 

7- Mulher do Tenente Francês

Tradutor: Silva, Adalgisa Campos da

Autor: Fowles, Fohn

Editora: Alfaguara Brasil

Categoria: Literatura Estrangeira – Romance

Publicado originalmente em 1969 e esgotado há quase 20 anos no Brasil, A mulher do tenente francês é o romance clássico que deu origem ao filme com o mesmo nome.

O romance trata de uma paixão proibida, na Inglaterra, relata uma história escandalosa para os padrões e regras rígidos da Inglaterra vitoriana do

século XIX. Sarah Woodruff acostumada a vagar sem rumo pela costa de uma cidadezinha portuária, ela é considerada louca por alguns moradores do local. Já entre outros, ela é mal-falada, pois foi abandonada por um tenente francês que a desonrara, prometendo-lhe voltar. Sarah, em suas caminhadas, parece ainda ter esperança de que seu amado irá reaparecer. Um nobre passa pela cidade com sua noiva, vê a misteriosa Sarah, depois dessa visão sua vida muda, começa a trama… repleta de paixão, loucura e desencontros.

Mas apesar do enredo do romance ser envolvente.. o que encanta é a escrita em forma de narração que o autor transmite. Inesquecível!!

 

8- A Autobiografia de Alice B. Toklas

Autor: Stein, Gertrude

Tradução: Siqueira, José Rubens

Editora: Cosac Naify

Categoria: Literatura Estrangeira – Romance
A narradora do livro é Alice, companheira de Gertrude Stein durante toda a vida, o que lhe permitiu falar de si própria e com um ar narcisista, sem modéstia.
A autobiografia de Alice B. Toklas é o livro mais conhecido de Stein, Gertrude Stein (1874-1946), judia, nascida e educada nos Estados Unidos, adotou a França como modo de vida. Enquanto Gertrude Stein  (1874-1946) escrevia seus livros, de forma revolucionaria para a época, sua companheira Alice B. Toklas (1877-1967) cozinhava, bordava, cuidava das plantas, datilografava seus manuscritos e ajudava a entreter os convidados. Esse é um divertido e envolvente romance, podemos dizer atual pelo relacionamento que envolve as duas protagonistas. Viviam num circulo de amizade muito conhecido como Pablo Picasso, Matisse, George Braque, Fitzgerald, e Ernest Hemingway. Um romance simples mas encantador..

 

9- Grande Sertão Veredas

Autor: Rosa, João Guimarães

Editora: Nova Fronteira

Categoria: Literatura Brasileira – Romance

Ano: 1956
No sertão do Norte de Minas, o jagunço Riobaldo relata, sua história de guerreiro e de seu amor pelo jagunço Diadorim, que era uma mulher disfarçada de homem para vingar o pai morto em luta. Esse romance consta de  mitos do interior do nosso país.
Riovaldo quando moço fazia parte de um bando de jagunços que viviam no sertão e roubavam, matavam, fugiam da policia nas cidades. Achava que um dia acertaria as contas com o diabo.
Quando conhece um jagunço de olhos verdes, passou a ficar perturbado com isso, mas não entendia  por que.. apesar da rudes era sensível, filosofava sobre o sertão, talvez por isso não entendia seu envolvimento com Diadorim.. gostava de sentir o cheiro do corpo “dele”.. mas evitava esse sentimento .. seria “amor”? Temia somente o diabo mas começava a temer  Diadorim peão sentimento que esse despertava..

Quando Diadorim é baleado e morto.. chorou.. tirou o casaco de morto e descobriu por que seu sentimento.. ele era mulher!! A partir dai faz algumas descobertas e vive com lembranças..

 

10- Cem Anos de Solidão

Autor: Márquez, Gabriel García
Tradução: Zagury, Eliane
Editora: Record

Ano: 1967

O romance relata a vida de duas famílias no povoado de Macondo
e do fundador, José Arcadio Buendía, durante um século. Com revoluções e fantasmas, incesto, corrupção e loucura, tudo tratado com naturalidade. A história começa quando as coisas não tinham nome e vai até a chegada do telefone. Uma sequencia de cadáveres. Uma população inteira que perde a memória. Mulheres que se trancam por décadas numa casa escura. Homens que arrastam atrás de si um cortejo de borboletas amarelas. Podemos ter uma noção da vida de famílias grandes e gerações que sucederam. São esses alguns dos elementos que compõem o vivaz universo deste romance; uma das obras-primas da literatura latino-americana moderna, esse livro tem uma linda historia
de solidão que pode ser observada por nos leitores. O livro também pode ser entendido como uma autêntica enciclopédia do imaginário.

 

11- O Grande Gatsby

Autor: Fitzgerald, F. Scott
Tradução: Muggiati, Roberto
Editora: Record
Ano: 1925

Scott Fitzgerald faz negócios ilícitos, Jay Gatsby revê antiga paixão, segue o aspirante a escritor Nick Carraway, enquanto ele deixa o oeste em direção a Nova Iorque na primavera de 1922, uma época em que a moralidade se tornava menos rígida, o jazz explodia e bebidas ilegais criavam impérios. Em busca de sua própria versão do Sonho Americano, Nick acaba vizinho de um misterioso milionário festeiro, Jay Gatsby, quando vai viver do outro lado da baía com a prima Daisy e o marido dela, o filantropo de sangue azul Tom Buchanan. É nesse ambiente que Nick é puxado para o envolvente universo dos ricos, suas ilusões,  seus amores e traições. Nick então usa a experiência para escrever um conto de amores impossíveis, sonhos incorruptíveis e tragédias que espelha os nossos próprios tempos e conflitos. “Daisy, agora casada com o milionário Tom Buchanan”. Tornam-se amantes, mas Daisy e o marido acabarão por envolver Gatsby em intriga que o levará a um fim trágico, o livro retrata e mostra, a incapacidade de envelhecer e uma obstinação: a de continuarem todos jovens e ricos para sempre.

 

12- Doutor Jivago

Autor:  Pasternak, Boris Leonidovich

Tradução: Prestes, Zoia

Editora: Record
Ano: 2007

Doutor Jivago trata da impossibilidade da realização pessoal diante de um estado totalitário em formação. O conturbado amor de Lara e Jivago, tendo a Revolução Russa como um dos principais personagens, legou ao mundo um dos mais belos temas de amor da história do cinema. E agora ganha edição brasileira traduzida do russo, com prefácio de Marco Lucchesi, que também traduziu os poemas do livro. Desde que o governo russo forçou Pasternak a renunciar ao Nobel de 1958 e proibiu sua publicação, o livro ganhou status de romance político. Abrangendo o período entre 1903 e 1943, o mais importante da obra de Pasternak é o drama humano visto através dos olhos de Yuri Jivago. Jovem médico, rico, preso pelos bolcheviques e obrigado a colaborar com a revolução, sendo separado da mulher e, mais tarde, de seu grande amor, Lara. Imortalizado nas telas de cinema por David Lean, com Omar Sharif no papel de Jivago, tendo a Revolução Russa como um dos principais personagens.