Razões para Acreditar Porque Marmitar é Uma Boa Ideia

Assim como política, futebol e religião, o ato de marmitar é um tema muito polêmico e que abrange diversos pontos de vista diferentes. Claro, nem todo mundo se sente confortável em separar um prato de comida em casa para depois levar ao serviço. Mas outras pessoas, deixam de levar a marmita por enxergarem outros tipos de problemas que inviabilizam sua utilização (mochila lotada, problemas com as tampas dos potes, entre outros).

Mas, como tudo na vida, dá-se um jeito para a situação. O importante é não deixar de experimentar a ideia porque o resultado pode ser muito mais surpreendente do que parece. E pensando nos motivos mais comuns para levar a marmita, é interessante ressalta-los e aproveitar o embalo das festas e comemorações do fim de ano para testar a ideia.

Economia que faz a diferença

A cada 100 marmitas espere que pelo menos 90 delas são montadas em razão da questão financeira. E não tem como, a marmita, de fato, é muito mais econômica para o bolso. Ainda mais para pessoas que sustentam a renda de uma casa com o salário, deixar de almoçar em restaurante significa fazer uma compra mensal muito mais enriquecida para a sua família. E aqueles que não têm a mesma responsabilidade, marmitar representa uma tranquilidade muito maior para sair nos fins de semana e gastar mais a vontade.

Sem falar os estudantes, que também conseguem salvar o orçamento evitando de gastar esse dinheiro a mais. Por isso, a ideia da marmita é realmente muito boa. Faça o teste nesses próximos dois meses (férias), aproveitando que o planejamento de viagens e atividades, para então começar 2016 com uma renda extra muito mais vantajosa para o bolso. Além disso tudo, a praticidade e agilidade conta muito nessa hora. É guardar o pote na copa e deixar no marmiteiro elétrico por alguns minutos, economizando também o seu tempo gasto no restaurante (ótima ideia para tirar alguns minutinhos de descanso).

Apenas uma ressalva a ser feita: não deixe que o lado financeiro seja responsável por prejudicar sua saúde. Encontre o equilíbrio entre ambas as partes.

Apreciando o próprio paladar

Sabe aquela história de que gosto é particular, cada um tem o seu? Pois é, a ideia se aplica perfeitamente neste caso. Comer em restaurantes ou praças de alimentações é, de fato, uma atividade prazerosa. Entretanto, não há ninguém neste mundo que não se incomode de comer todos os dias no mesmo lugar e os mesmos pratos (isto, até em casa mesmo).

A grande diferença de comer os pratos de casa é a maneira como se tempera a comida e todos os seus ingredientes. Restaurante comercial só prepara comida com gosto de prato comercial, e isso é muito ruim. Para o organismo, isto será fundamental. Além disso, nada mais confiável e gostoso do que comer pratos deliciosos preparados em seu primor.

A partir daí, você consegue controlar toda sua alimentação e se ligar em um cardápio recheado por uma boa variedade de opções sem ter que economizar nas misturas e outros ingredientes adicionais. Por fim, lembre-se de manter bons hábitos e organização, já que marmitar requer um cuidado um pouco mais especial.