Qual é o Tipo de Investimento Financeiro Mais Rentável?

Afirmar que essa ou aquela forma de investimento financeiro é melhor que a outra é algo quase impossível. Tudo depende de como e quanto você pode investir e quais são suas necessidades. Então, cabe a você a missão de descobrir qual é a melhor forma de investimento de acordo com as suas intenções e o que você precisa.

Aqui vou relacionar algumas das formas mais rentáveis para dois tipos de investimento: curto e longo prazo.

Formas de investimento

Curto prazo

O investimento em curto prazo é para quem precisa de lucros em até um ano ou pouco mais. Aqui darei preferência a formas menos arriscadas e mais comuns de investimento em curto prazo, porque, na maioria dos casos, se você precisa de um retorno rápido é porque tem em mente algo específico para comprar.

Revenda de produtos

A menos que você ganhe na loteria, não é tão fácil ganhar dinheiro rápido sem ter algum trabalho, por isso muitas pessoas estão investindo na revenda de produtos. Para escolher o produto, o que manda é a criatividade e as tendências de mercado. As escolhas mais comuns são roupas, sapatos, joias, bijuterias, e cosméticos.

Risco: Quando se revende um produto não durável você corre o risco de perder a mercadoria e quando você possui outro trabalho, que é o caso mais comum, pode acontecer de você não ter tempo para se dedicar à revenda, deixando o valor que investiu estacionado.

Renda fixa

Os investimentos em renda fixa funcionam como um financiamento. Ou seja, você empresta dinheiro ao banco, investidor ou Governo com uma data determinada e recebe o montante ao final dessa data juntamente com as correções de juros pelo tempo. Os meios mais comuns dessa forma de investimento são o Tesouro Direto, para títulos públicos, e o CDB DI (Certificado de Depósito Bancário indexado ao Depósito Interbancário), que são os títulos vendidos por bancos, em que o rendimento do dinheiro acompanha a taxa básica de juros brasileira, a taxa Selic.

Risco: Nessa forma de investimento, existe recolhimento de Imposto de Renda sobre os lucros, faça as contas contando com o tempo que irá investir para ver se compensa. Fora isso, não há grandes riscos de perder o dinheiro investido se a instituição for de confiança.

Longo prazo

Se você precisa de um investimento que lhe traga lucros em médio prazo procure adequar sua necessidade a alguma das formas de investimentos financeiros aqui destacadas, tanto para curto, quanto para longo prazo. O tempo que entendemos como “médio prazo” é muito subjetivo e depende de seus objetivos e necessidades para ser definido.

Quando falamos em longo prazo, estamos estipulando um tempo em torno de 5 a 10 anos, ou mais, para a retirada do lucro.

Poupança

Ela é a queridinha de quem quer guardar dinheiro. Sendo a forma mais tradicional de investimento. Também é aquela que apresenta menores riscos e menores lucros. Um destaque é que a única coisa que você precisa fazer é depositar o dinheiro ou então autorizar para debitar de sua conta corrente automaticamente, além disso, você não tem uma quantidade mínima que deve ser aplicada.

Risco: É extremamente raro, mas você pode perder o dinheiro investido na poupança em situações como a quebra do banco onde o valor está.

Imóveis

É uma forma de investimento com bons lucros e poucos riscos. Para a grande maioria é a melhor forma de investimento frente a todas as outras. O mercado imobiliário costuma ser estável e essa forma de investimento é considerada como uma das mais seguras. Comprando imóveis, você pode obter lucros por meio de aluguel, ou assim que pronto quando adquirido na planta, você pode ganhar com a venda do imóvel valorizado.

Risco: Extremamente baixo, principalmente para imóveis em áreas que possuem um índice alto de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e grande potencial de desenvolvimento.

Bolsa

Uma das mais eficientes estratégias de lucrar com investimentos é comprando ações. Porém, essa forma de investimento possui muitos riscos graças às condições adversas. Para comprar ações você deve analisar o histórico da empresa e certificar-se que seu negócio é suficientemente sólido e bem administrado.

Risco: As ações de uma empresa podem cair caso aconteça algum desastre natural ou quando o mercado possui tendência à queda ou baixa no consumo de algum produto ou serviço específico. Fique atento! Essa forma de investimento necessita de análises e verificações constantes.

Planeje-se!

Pode parecer estranho, mas uma pergunta que você deve se fazer ao pensar em algum investimento é “Quanto posso perder?” e com toda certeza “Quanto posso investir?”.

Investir é administrar riscos. Riscos de perder tempo ou quantias em dinheiro e até mesmo o risco de se comprometer com uma quantia que não poderá pagar. Nem todos os investimentos são tão seguros quanto poupança e imóveis, por isso mesmo, você deve se planejar muito bem e ter disciplina com os compromissos adquiridos e com as metas pessoais traçadas.

Caso sinta dificuldades, procure boas empresas que te auxiliem em cada setor e se for o seu primeiro investimento, procure dar preferência àqueles que são mais seguros.

Um dica pessoal é dar uma atenção especial para os investimentos em imóveis. Para mim, que não possuo imóveis, moro na casa dos meus pais, mas ainda não tenho intenção de morar sozinha, o melhor investimento é comprar um apartamento. Penso em comprá-lo na planta para garantir uma casa própria para o futuro e uma renda fixa de aluguel quando o projeto ficar pronto. Estive pesquisando os empreendimentos e credibilidade de muitas empresas e encontrei muitas referências boas sobre a Tibério. Para quem também tem a intenção de investir em um apartamento pode ser uma dica muito útil.