Presentes eletrônicos no Natal? Tome cuidado

Com a chegada do final do ano, muitas pessoas saem às ruas e aos shoppings centers em busca dos melhores presentes para dar àqueles que amam. No meio de um mar de opções diferenciadas, os itens eletrônicos são sempre muito requeridos nessa época, sejam brinquedos, computadores ou aparelhos celulares. Apesar de serem itens muito divertidos e úteis, não se pode descuidar das questões de segurança, afinal de contas, qualquer tecnologia oferece seus riscos ao consumidor.

No Brasil, celulares, carregadores, baterias e brinquedos eletrônicos precisam receber o certificado de homologação Anatel para que sua comercialização seja considerada segura, tanto para o consumidor, quanto para os sistemas de telecomunicações. O problema é que há muitos produtos nessas categorias que chegam ao país de forma clandestina e não são avaliados pela Anatel, podendo oferecer riscos.

Presentes eletrônicos no Natal? Tome cuidado

Confira alguns dos itens que podem causar problemas se não forem certificados:

Celulares, carregadores e baterias

Aparelhos celulares são sempre ótimas opções de presentes de Natal. Contudo, quando não são certificados, ou seja, quando se trata de “celulares pirateados”, há riscos envolvidos, especialmente a possibilidade de superaquecimento da bateria. Em casos extremos, podem ocorrer incêndios ou explosões que colocam em risco a segurança e a saúde dos usuários.

O certificado de homologação Anatel é a prova de que foram realizados testes de propriedades físico-químicas, assegurando que o celular é seguro. Porém, um problema frequente envolve os carregadores. Os originais, que vêm junto com o aparelho, geralmente também já são certificados pela Anatel. No entanto, se esses itens se quebram e a pessoa adquire um novo, comercializado separadamente, este item pode não ter sido avaliado e apresentar problemas.

Brinquedos eletrônicos

Os brinquedos eletrônicos também são febre e, não importa o ano, continuam em alta, por conta de seu dinamismo e interatividade. Neste ano, dois grandes destaques foram os hand spinners e os hoverboards.

Os hand spinners são aqueles objetos com que as pessoas se divertem rodando-os nos dedos. Foram um sucesso em 2017 em diversos países do mundo. No Brasil, precisam de certificação do Inmetro para garantir que o consumidor não se machuque ao manipular o objeto e para que peças pequenas não se soltem, podendo causar o sufocamento de crianças. Como os itens movidos a bateria também podem causar incêndios enquanto são carregados, é preciso estar atento quanto às certificações do brinquedo.

Outra febre do ano foi o hoverboard, que é um tipo skate eletrônico sobre duas rodas. Além dos acidentes típicos com brinquedos com rodas, os hoverboards também passaram a apresentar um problema extra: a alta inflamabilidade das baterias de lítio. Por conta desses riscos, é sempre importante identificar se esses itens possuem as certificações dos órgãos competentes para que não ofereçam nenhum tipo de risco aos consumidores.

O Natal está chegando e, se você está pensando em presentear alguém especial com aparelhos eletrônicos, certifique-se de que são itens testados e seguros, afinal de contas, você não vai querer pôr em risco alguém que ama.