O que é uma ponte rolante?

A ponte rolante é um equipamento utilizado para içar e elevar determinados tipos de cargas. Elas são basicamente compostas de viga, talha e carro e podem ser do tipo fixas ou móveis ou fixas.

Tem como propósito manipular objetos considerados grandes e pesados, e que não conseguem ser movidos de forma fácil manualmente. Você as encontra nas indústrias do ramo siderúrgico.

A ponte rolante é muito utilizada no processo de fabricação do aço e em quase todos os portos do mundo para realizar o transporte de objetos de fora dos navios para dentro e vice versa, ou para movimentações em torno da região retro portuária.

Esse equipamento é muito grande e também muito caro, porém possui uma relação custo x benefício bem vantajosa, que faz valer a pena a comprar um modelo para fazer a movimentação de grandes volumes de materiais.

O que compõe uma ponte rolante?

Para construir uma ponte rolante serão necessários alguns componentes. Sua estrutura depende de uma viga que estará permanentemente fixada sobre uma estrutura de apoio. Os principais componentes de uma ponte rolante são: 

  • Ponte o viga principal

Essa é a base do equipamento, que faz o movimento de translação da ponte e cobre todo o vão de trabalho. Na ponte rolante é possível ter apenas uma viga ou duas. As vigas vão suportar a maior parte dos outros componentes do equipamento.

  • Cabeceiras

As cabeceiras ficam localizadas nas extremidades da viga principal. Nelas serão fixadas as rodas que irão permitir que aconteça o movimento de translação da ponte rolante.

Estas rodas vão se mover sobre os trilhos que fazem parte do caminho de rolamento.

  • Viga de rolamento 

Essa viga faz o escoramento dos trilhos por onde as cabeceiras da ponte rolante irão se deslocar. Geralmente, as vigas de rolamento estão situadas na estrutura da edificação em que a ponte opera.

  • Carro Talha 

O carro talha é aquele que se movimenta sobre as vigas principais. Nele estão contidos os mecanismos do sistema de elevação (talha). Ele é responsável pelo deslocamento vertical e transversal da carga.

  • Talha 

A talha está acoplada ao carro da ponte e é responsável por fazer o movimento de elevação da carga. Normalmente, é utilizado um cabo de aço para levantar alguns aparelhos como motor elétrico e freio eletromagnético.

  • Caminho de rolamento 

Esse caminho é composto por um par de trilhos que são fixados nas vigas de rolamento. Eles são o caminho para que a ponte se desloque longitudinalmente.

Tipos de equipamento de uma ponte rolante

Os tipos mais comuns são aqueles definidos de acordo com o tipo de apoio da estrutura principal, que estão sob ou sobre os trilhos e de acordo com a quantidade de vigas principais existentes. Há dois tipos de apoios, são eles:

  • Ponte apoiada 

A viga corre em cima dos trilhos do caminho de rolamento, que são sustentados pelas colunas de concreto da edificação.

  • Ponte suspensa

Nesse caso as cabeceiras estarão fixadas as rodas que permitem que a estrutura faça o movimento de translação. Estas rodas irão se mover sobre os trilhos que fazem parte do caminho de rolamento.

A quantidade de vigas principais existentes pode ser dividida em duas opções, são elas:

  • Univiga 

A univiga, também chamada de monoviga, possui apenas uma viga principal na cobertura de seu vão, que está no sentido transversal.

  • Dupla viga 

A dupla-viga, também conhecida como biviga é possui duas vigas paralelas que correm todo o vão de trabalho. O carro-talha é apoiado nelas e pode se mover sob ou sobre as duas vigas.

Nessa estrutura o aproveitamento da altura é maior, pois é possível içar o gancho de carga entre as duas vigas principais. Em comparação com a univiga, a dupla viga pode ter uma capacidade de carga maior, dependendo dos demais componentes do conjunto.

Operação de uma ponte rolante 

A ponte rolante possui movimentos longitudinais, transversais e verticais feitos por motores elétricos. De acordo com o tamanho e potência do equipamento, os movimentos podem ser comandados através de um controle remoto.

Esse controle funciona via radiofrequência, comandado por um operador que está na cabine ou por painel com botões.

O painel é o mais comum, porém, pode aumentar o risco da operação devido à proximidade do operador com a carga movimentada. Além disso, pode diminuir a produtividade.

  • Deslocamento da ponte 

O deslocamento da ponte é feito para direita ou esquerda pela extensão dos trilhos. Geralmente, a velocidade longitudinal de uma ponte é em torno de 1 m/min a 60 m/min.

  • Deslocamento do carro talha 

O descolamento do carro talha é feito com movimentos transversais, que podem ser sob ou sobre os a ponte.

A ponte rolante pode ser usada em diversos locais. Porém, deve-se ter muito cuidado com a sua operação e deve seguir as normas necessárias para manter os padrões de segurança.