Pó de Níquel

Pó de níquel

Pó de níquel

O pó de níquel é um metal branco, prateado e brilhante. O pó de níquel é resistente à corrosão, além de ser muito utilizado na metalurgia do pó.

Podemos encontrar o pó de níquel nas misturas para o processo de sinterização, nas ligas, nos revestimento, na fabricação de moedas, ímãs e outros utensílios domésticos comuns.

Nos utensílios domésticos podemos utilizar o pó de níquel nas buchas auto lubrificantes, normalmente estas encontra-se nos aparelhos da linha branca, tais como ventiladores residenciais e aparelhos utilizados para o preparo de alimentos, como batedeiras, liquidificadores, processadores e centrífugas.

Na indústria automobilística o pó de níquel e seus componentes são utilizados nas peças sinterizadas, e a lista dessas peças é bem extensa: amortecedores, bielas do motor, capas de mancal do virabrequim, polia sincronizadora do comando de válvula, rotores da bomba d’água e de óleo, injeção eletrônica, anéis do sensor do freio ABS, sistemas de freio, peças para caixas de mudança manual e automática, cubo de polias, motores elétricos, motor de arranque, velas de ignição, filamentos de lâmpadas, assentos de válvula, relês elétricos, pastilhas de freio e discos de embreagem.

Estudo de caso

Com base nos estudo de caso desenvolvido pelo Grupo Setorial de Metalurgia do Pó é possível analisar a conversão das peças estruturais para o sinterizado.

As peças que antes eram fabricadas por outros processos tais como usinagem, fundição, microfusão, forjamento, estampagem, trefilação ou laminação, dentre outros. São apresentadas também as vantagens obtidas em cada uma das conversões.

De forma resumida, os benefícios obtidos nestas conversões foram:

  • Melhora no desempenho do produto final
  • Maior precisão dimensional
  • Melhora da resistência mecânica
  • Melhora das propriedades tribológicas
  • Propriedades autolubrificantes
  • Eliminação de processos poluentes
  • Redução de custo
  • Redução do ruído
  • Redução do número de etapas de fabricação
  • Redução do número de componentes na peça
  • Redução do lead-time de fabricação
  • Redução do peso final