Patê de Atum e Patê de Frango Fazem Muito Sucesso

Receitas de Patês

Receitas de Patês

Preparar comidinhas gostosas para amigos, familiares ou colegas de trabalho é um prazer para muitas pessoas. Uma das iguarias mais práticas e rápidas de se fazer para oferecer aos seus convidados são as pastinhas de patê. Muito saborosas, elas fazem um enorme sucesso e agradam ao paladar de pessoas de qualquer classe social.

O patê de atum e o patê de frango estão entre as pastas mais consumidas. Eles fazem muito sucesso quando são servidos em reuniões informais, como happy hours, aniversários, inaugurações, festas de final de ano ou qualquer outro evento.

Mas, será que é muito difícil preparar patês? Não, não é. Quem não sabe cozinhar ou não tem intimidades com as panelas, talvez se sinta um pouco inseguro (a) com relação a preparação de patê. No entanto, não há mistérios quando o assunto é fazer pastinhas em casa. Só é preciso ter cuidado e escolher os ingredientes que estejam mais frescos, e assim, acompanhar o passo a passo da receita. Quando as pastas estiverem prontas, não esqueça de colocá-las na geladeira para pegarem mais textura. Vale lembrar que as pastinhas devem ser servidas frescas e não geladas.

Além do patê de atum e de frango há muitos outros sabores (bacalhau, grão-de-bico, salmão, atum com azeitonas, alho, berinjela, ricota e gorgonzola, lombinho, fígado, entre outros), por isso sempre será possível agradar seus convidados com pastinhas coloridas e deliciosas. Como acompanhamento principal das pastas de atum, de frango ou de qualquer outro sabor, pode-se optar pelo pão ou torrada. Elas podem ser espalhadas no pão ou na torrada, ou então serem cortadas em fatias. No caso da bebida, o anfitrião pode optar por sucos, refrigerante, cerveja e até vinho.

Mas, como o patê chegou ao Brasil? Quem criou esta comidinha tão simples, mas ao mesmo tempo sofisticada? Segundo estudos, os egípcios utilizavam o fígado de pato, e os gregos e os romanos utilizavam o fígado ganso para prepararem seus pratos. O ritual era  esmagar o fígado dos animais e, assim, transformá-lo em uma pasta saborosa. Depois, os franceses tomaram conhecimento desta receita, gostaram, aperfeiçoaram e a espalharam para o mundo. Foi desta forma que o patê de foie gras (patê de fígado de ganso) ganhou fama e começou a ser difundido em outros países. Atualmente, o foie gras, que antes era consumido somente por pessoas ricas, agora está mais popular e frequenta a mesa de pessoas de qualquer classe social.

Então, gostou da dica sobre o patê? Acredito que vale a pena fazer a experiência. Com certeza seus convidados vão ficar muito felizes com o cardápio oferecido e ainda vão lhe elogiar e dar os parabéns por seus dotes culinários.