Para Cada Empresa, Uma Fragmentadora de Papel Diferente

Fragmentadora de PapelAntes de comprar uma máquina para picotar o papel é preciso avaliar as necessidades de sua empresa. Não é só o preço que deve ser levado em conta, mas a capacidade e tamanho da fragmentadora de papel. Algumas são grandes e chegam a pesar mais de 750 kg. Por isso, você precisará ter um espaço físico reservado para ela e refrigeração no ambiente, para que ela funcione melhor.

Na hora da escolha, também é importante levar em consideração o grau de confidencialidade dos documentos e arquivos a serem cortados. O modelo do chamado corte de fita é o mais simples e pica os papéis em tiras. Já o corte em tabulação cruzada, popularmente chamado de corte em partículas, deixa os papéis em pequenos quadradinhos, dificultando uma possível reorganização dos dados contidos nos documentos.

Para aniquilar qualquer resquício de dados e informações, algumas versões de cortadoras de papel contêm dispositivos para destruir cartões magnéticos, CDs e DVDs.

Fragmentadora de uso doméstico

Baratas e fáceis de manusear, esse tipo de máquina é ideal para investidores, profissionais liberais e autônomos, como dentistas, advogados, médicos e pequenos empresários em geral, que de vez em quando, acham necessário destruir algum documento confidencial próprio ou do cliente. Para isso, uma fragmentadora com capacidade de seis folhas por vez é ideal. A vantagem é que esta ocupa um pequeno espaço.

Fragmentadora de uso comercial

Demandam um espaço maior em relação às máquinas de uso doméstico, mas são indicadas para escritórios pequenos e médios escritórios, como os contábeis, administradoras, copiadoras, agências de publicidade e etc.

Fragmentadora de uso industrial e de grande porte

Esse tipo de trituradora pode destruir até 1000 kg de papéis por hora, sendo possível colocar até 400 folhas por vez na máquina. É indicado para empresas públicas e que trabalham com informações sigilosas, como cartórios e departamentos de criação, registro de patentes, entre outras.