Orientações gerais para a movimentação de cargas

A movimentação de cargas é um procedimento cada vez mais comum em indústrias e na construção civil. Esse tipo de operação pode ser realizado manualmente ou empregar máquinas auxiliares. Em uma situação ou na outra, a NR 18 é a norma regulamentadora que estabelece algumas recomendações para a eficiência das operações do tipo e para garantir a segurança dos trabalhadores. Conheça algumas dessas recomendações a seguir:

Orientações gerais para a movimentação de cargas

Profissionais capacitados

Para que as operações de içamento e movimentação de cargas transcorram sem problemas, é essencial contar com profissionais qualificados, tanto na elaboração do projeto de içamento quanto em sua execução prática. Por este motivo, o curso rigger tem sido cada vez mais procurado para que as pessoas adquiram conhecimentos técnicos acerca de todos os fatores que influenciam na execução da elevação de cargas.

É importante que os envolvidos na operação estejam sempre equipados com todos os EPIs – Equipamentos de Proteção Individual necessários.

Condições meteorológicas

Tão importante quanto a seleção de profissionais e equipamentos é a análise das condições climáticas no momento da operação. Deslocamentos em altura não podem ser efetuados se estiver chovendo ou se o vento estiver forte.

Cabos

Os cabos que prendem as cargas ou as estruturas que as sustentam nunca devem ter entre si ângulos superiores a 90º. Além disso, é importante que, por questões de segurança, esses cabos sejam presos por clipes.

Carga

É preciso que o peso da carga esteja bem distribuído sobre os itens que estão promovendo a sua sustentação. O ideal é que haja simetria em sua disposição, pois qualquer desequilíbrio pode provocar a queda e, possivelmente, danificação do objeto.

Sinalização e isolamento

É muito importante que, durante todo o trajeto da carga, não haja nenhuma pessoa abaixo do objeto içado ou envolvida em outras atividades nas adjacências do local da operação. Por conta disso, é fundamental que haja cordões e fitas de isolamento delimitando a área da operação, tanto no transporte horizontal quanto vertical. Esse isolamento precisa de cuidado redobrado quando a movimentação ocorrer em áreas próximas a redes elétricas.

Por falar em sinalização, sempre que o operador das máquinas que sustentam e movimentam a carga não conseguir visualizar o destino do objeto, é preciso que haja outro funcionário responsável por lhe dar comandos por meio de sinais sonoros ou visuais.

Controle do peso

Para evitar lesões, ou mesmo acidentes de trabalho mais graves, é recomendável que sejam empregadas máquinas ou utensílios mais simples sempre que for possível. Nunca se deve carregar manualmente qualquer objeto que tenha formato irregular difícil de segurar, que tenha peso maior do que 25kg ou quando o trajeto de movimentação for maior do que 2 metros. Se a carga manual for a opção escolhida, é preciso calcular a quantidade de funcionários necessários para que ninguém fique sobrecarregado.