Organização faz à gestão

Administrar uma empresa não é nada fácil. Muitas questões que precisam ser tratadas, e ainda aguentar muitas situações desconfortáveis que rotineiramente acabam acontecendo. Claro que ver o seu trabalho dar resultado faz com que tudo valha a pena, mas dependendo do segmento da empresa e de sua equipe de profissionais, essa tarefa pode ser ainda mais difícil de ser cumprida.

Assim como o empresário trabalha com uma série de estratégias para conseguir o sucesso de sua empresa, o gestor também se empenha em conseguir alguns métodos para fazer todos os setores da empresa funcionar. E antes de se aprofundar no assunto é importante que se tenha em mente que a gestão de uma empresa em potencial (em crescimento, se preferir) precisa ser feito por uma outra pessoa que não seja o próprio dono da empresa. Mas para abordamos melhor sobre tudo que envolve uma gestão e seus ideais, precisaremos dividi-la em partes.

Administração inapropriada

Para-a-saúde-da-empresa-é-melhor-que-o-gestor-não-seja-o-próprio-dono.Pensando no caso da empresa em potencial, realmente é muito importante que o dono da empresa não seja também o responsável pela gestão de toda a empresa. Pode parecer um pouco sem sentido, mas o ideal é que o empresário fique somente responsável em fazer novos contatos corporativos e administrar seus clientes. O grande problema em administrar ambas funções é que nem sempre a empresa vai funcionar como o cara imagina que funciona, e os seus palpites e decisões, podem acabar atrapalhando ou gerando alguns desconfortos no que diz respeito ao setor funcional da empresa.

Claro que em certas ocasiões pode funcionar, mas em grande parte dos casos, essa responsabilidade não resulta muito bem para a empresa como um todo. O gestor será o responsável por justamente cuidar para que coisas da rotina não cheguem ao seu chefe, fazendo-o sair do foco de crescimento da empresa para tratar isso.

Olhar organizacional e social

O-gestor-trará-qualidades-e-boas-características-para-o-funcionamento-de-sua-empresa.Assim como abrir uma empresa é uma habilidade que não encontramos em todos, o cargo de gestor empresarial também não é uma função que se encaixa para qualquer um. O gestor precisa ser muito mais do que um chefe ou um líder, mas manter o equilíbrio na maioria dos quesitos. Um exemplo muito fácil, é pensar em empresas que mexem com uma grande quantidade de estoque. Nem todos entenderão que comprar paletes ou até mesmo outros equipamentos de alto investimento será necessário, e o resultado disso, será totalmente diferente funcionalmente falando.

Pensando no lado social e, de certa forma, sustentável, um bom exemplo são os recicláveis que fazem parte assiduamente da rotina empresarial. Já reparou o quanto de papel sulfite, água para funções secundárias, entre outros recursos naturais que usamos sem ao menos ter o controle e consciência em nosso dia a dia no trabalho? Pois é, o gestor também tem essa qualidade de descobrir novos problemas e soluções que nem sempre ficam em voga para os trabalhadores, visando melhorar a condição de trabalho não só para o trabalhador mas para todas as partes (empresa, o próprio trabalhador, e claro, a natureza neste caso).

Desta forma, talvez fique um pouco mais claro sobre a importância do gestor no funcionamento da empresa. Claro que muitos outros fatores devem ser levados em consideração e este profissional pode render muito mais do que se espera se for bem explorado, mas o importante é ter em mente, que sua empresa precisa de uma pessoa dessas para fazer com que tudo possa acontecer da maneira correta.