Odontologia: Cavalo Dado não se Olha os Dentes

Você já parou para pensar neste ditado? O que os dentes têm a ver com ele?

Existem vários significados para esta conhecida expressão popular e um deles é odontológico: com o passar dos anos, os dentes sofrem desgastes e modificações e ao analisá-los, é possível prever aproximadamente a idade do cavalo.

Aliás, isto serve para os seres humanos, pois os dentes de uma criança, de um adolescente, de um adulto e de um idoso guardam características diferentes entre si que possibilitam identificar cada fase vida.

Os dentes de um mesmo indivíduo vão modificando suas características internas e externas. Existem diferenças anatômicas no formato, na cor e no tamanho dos dentes conforme o tempo passa, isto quer dizer que o dente tem idade.

Simplificadamente, podemos imaginar um ciclo: os dentes-de-leite, por exemplo, estão presentes na boca da criança, cumprindo sua função temporária estética e mastigatória. Durante seu desenvolvimento, a criança perde os dentes-de-leite e ganha dentes permanentes, que ficarão na boca pelo resto da vida sem que haja mais trocas; já adolescente, a dentição permanente está completa, em princípio com dentes jovens, fortes e bem desenhados.

Aí chega a vida adulta e com ela, anos e anos de mastigação, mudança de hábitos alimentares, introdução de hábitos deletérios (fumar, por exemplo), stress gerado pelas responsabilidades… E os dentes que eram jovens começam a ter manchas, alteração de cor, desgastes, trincas, perda de esmalte, diminuição de tamanho, mudança de formato… Porque eles amadurem conosco, até mesmo no caso em que são perdidos e substituídos por próteses na velhice, os dentes contam nossa história de vida.

As pessoas olham os dentes buscando informações sobre idade, aparência e saúde. Daí dizer “cavalo dado não se olham os dentes”, porque no senso comum quando um presente é dado, não é de bom tom avaliá-lo ou fazer qualquer exigência, deve-se somente recebê-lo e agradecer a gentileza, por mais que não seja do seu agrado. E quantas vezes passamos por esta saia-justa em diferentes situações, não é mesmo?

Mas se a escolha é sua, queira sempre o melhor!  Valorize os dentes porque o sorriso fala por você.

Dra. Thaís Borguezan é cirurgiã dentista formada pela Faculdade de Odontologia da USP. Atualmente atende em seu consultório particular na cidade de São Paulo na Bela Vista, próximo ao metrô Trianon Masp.