O Som da Luz

Som da Luz

Som da Luz

Quanto mais eu vivo, mais maravilhado fico com certas descobertas que o homem faz, não porque em si mesmas essas descobertas sejam novidades, mas porque me fazem reportar a tempos muito remotos, onde não existia a tecnologia moderna, não existiam meios eletrônicos de comunicação e, em tese, as coisas deveriam ser muito mais difíceis. No entanto, o que podemos ver, e que se constitui em uma grande e incontestável verdade, é que ainda que a ciência humana contemporânea esteja muito avançada, fatos acontecidos no passado ainda são muito mais surpreendentes e fogem completamente à nossa capacidade de entendimento.

 Pergunto: Qual o livro de ciências humanas que nos mostra, ou ensina, que um corpo físico pode ser deslocado de um lado para o outro sem que haja movimento daquela massa? Ou ainda, qual livro escrito sobre esta terra pode nos mostrar ou ensinar como a sombra pode ser recuada? Não há nenhum que eu saiba, exceção feita às Escrituras Sagradas. Um belo exemplo de nossa exposição neste espaço é o da descoberta científica de que a luz produz som, e sons maravilhosos. Após várias, longas e sofisticadas experiências com luz e som, os cientistas descobriram que todo raio de luz, seja ele proveniente da lua, ou das estrelas, ou ainda do sol quando avançam percorrendo o espaço produz notas musicais.

O deslocamento da luz produz som! Estes sons somente podem ser percebidos pelos nossos ouvidos com o uso de equipamentos ultra-sensíveis, desenvolvidos para captar essa melodia celestial. Agora, o interessante disto tudo é descobrirmos que isto já era percebido a milhares de anos atrás, quando Jó, acertadamente, relata as perguntas que o próprio Criador lhe fez, no capítulo trinta e oito de seu livro: “Prepare-se como simples homem; vou fazer-lhe perguntas e você me responderá… Onde você estava quando lancei os alicerces da terra? …enquanto as estrelas matutinas juntas cantavam e todos os anjos se regozijavam?”.

Portanto, enquanto ouvimos aqui na terra a barulheira do trânsito, dos aparelhos de som, das TVs e rádios, aviões e outros trecos mais, no espaço ouve-se uma linda melodia que agrada aos ouvidos de Deus. Jó estava certo – e hoje, somente hoje, podemos concordar com ele, uma vez que a nossa tecnologia nos dá esta certeza – nos mostrando que as estrelas da manhã cantavam alegremente durante o trabalho do Senhor, criando nosso mundo. Decerto, ainda não criamos nada sequer semelhante aqui na terra.