O setor de seguros e a importância da Susep

O setor de seguros têm crescido e se diversificado cada vez mais. As incertezas da vida levam as pessoas a adquirirem coberturas para os mais diversos itens, desde suas próprias vidas até seus veículos, residências, equipamentos portáteis, viagens, empresas, entre outros. Acidentes, instabilidades climáticas e altos índices de furtos estão entre os principais motivos para a ocorrência de danos, o que causa receios nos indivíduos.

Os seguros são uma garantia de que, em caso de sinistro, há como receber uma indenização que amenize os prejuízos sofridos. No mercado, há inúmeras seguradoras, cada uma com coberturas para diversos itens, cada vez mais específicos. Essas empresas são responsáveis por arrecadar os pagamentos dos segurados e ressarci-los quando algo desagradável acontece, com base na avaliação dos danos causados.

O setor de seguros e a importância da Susep

Corretoras de Seguros

Diante da diversidade de opções, muitas pessoas sentem certa dificuldade em identificar qual das opções existentes de seguradoras e de coberturas se aplica melhor a seus casos. Isso ocorre porque é preciso um poder de análise bem desenvolvido para identificar quais são as reais necessidades do cliente, quais são os riscos aos quais ele está exposto e quais são as coberturas que mais correspondem a esses riscos e necessidades. Por conta dessas dificuldades, a corretora de seguros se tornou peça essencial no processo de contratação desse serviço. Os corretores são profissionais experientes e que possuem esse olhar clínico. Eles não só identificam as melhores opções no mercado, que caibam no bolso dos segurados, como também evitam que as pessoas contratem coberturas com itens desnecessários.

Regulamentação

Com segurança não se brinca. Essa frase bastante popular é uma verdade do setor. Contratar uma seguradora ou uma corretora de seguros requer muitos cuidados, pois é preciso verificar se essas empresas são de confiança e se seus profissionais são competentes. Para isso, foi criada, em 1966, a Susep (Superintendência de Seguros Privados). Esse órgão é uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda responsável por controlar e fiscalizar os mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro. A Susep toma medidas para desenvolver esses setores, mantendo sua estabilidade e defendendo os direitos do consumidor.

Na atualidade, qualquer corretora ou seguradora deve estar registrada junto à Susep, como meio de garantir que a empresa segue a legislação em vigência. Por meio do site da Susep, é possível consultar quais dessas empresas estão credenciadas, evitando problemas futuros. Também é possível procurar por corretores individuais. O site do órgão fornece, ainda, informações gerais sobre o setor de seguros e orientações para evitar problemas.