O Segredo do Século – Uma História Que Não Lhe Contaram!

Qual seria sua reação ao se levantar de manhã e descobrir que foi encontrada a cura para a maioria das doenças existentes?

Sua resposta deve ter sido algo do tipo eu ficaria muito feliz ou que notícia maravilhosa. Por outro lado, qual seria a reação do império das industrias farmacêuticas que lucram bilhões de dólares por ano com essas doenças?

E seu eu te dissesse que a cura do câncer e de muitas outras doenças já foram descobertas a quase cem anos, você acreditaria? Antes de tirar suas próprias conclusões preste bastante atenção no texto abaixo:

Câncer uma doença fabricada pela ganância dos homens

Oque se segue agora é a história da maior descoberta médica que já se ouviu falar, mas quão fascinante foi essa descoberta também foi o rumo que tomou a vida do principal personagem dessa fantástica e ao mesmo tempo atormentadora pagina da história da medicina mundial.

Trata se das experiências do Dr Royal Raymound Rife, o homem que revolucionou os instrumentos eletrônicos utilizados nas pesquisas cientificas. Muitos de vocês talvez nunca tenham ouvido falar de Rife, mas não se surpreendam milhares de médicos se formaram sem conhecer as obras de um dos mais importantes cientistas do século passado.

Rife é considerado por muitos o principal percursor do microscópio moderno, pois foi o primeiro cientista a conseguir visualizar um vírus vivo através da sua principal invenção,o microscópio universal que conseguia aumentar um objeto em até sessenta mil vezes O que o microscópio de Rife podia fazer era: Ver a atividade dos vírus vivos, como eles mudam de forma para assimilar as mudanças no ambiente, replicar rapidamente uma resposta a agentes cancerígenos, e transformar células normais em células tumorais.


Microscópio universal

Rife recebeu 14 prêmios e honrarias além de um doutorado honorário pela Universidade de Heidelberg pelo seu trabalho. Durante os 66 anos que Rife gastou projetando e construindo instrumentos médicos, ele trabalhou para Zeiss Optics, o governo dos EUA, e vários benfeitores privados. O mais notável era o milionário Henry Timkin um grande empresario do setor de rolamento para motores. .

Muitos cientistas e médicos, confirmaram a descoberta de Rife do vírus do câncer,entre eles: CE Rosenow, Sr. (Chefe de longa data de Bacteriologia, Mayo Clinic); Arthur Kendall (Diretor, Northwestern Medical School); Dr. George Dock (de renome internacional); Alvin Foord (patologista famoso); Rufus Klein-Schmidt ( Presidente da USC); RT Hamer (Superintendente, Paradise Valley Sanitarium;) Dr. Milbank Johnson (Diretor do sul da Califórnia AMA); Whalen Morrison (Cirurgião-chefe, Santa Fe Railway); George Fischer (Childrens Hospital, NY); Edward Kopps ( Clínica Metabólica, La Jolla); Karl Meyer (Hooper Foundation, SF); M. Zite (Universidade de Chicago), e muitos outros.

Mas Rife decidiu fugir ao debate proposto sobre o câncer e optou em se esforçar para descobrir uma maneira de destruir aquele minusculo e terrível vírus. Seu objetivo foi alcançado com o mesmo principio que ele usou para descobrir o vírus, é como se o vírus fosse um copo de vidro. Rife devia achar uma frequência única que desintegrasse o vírus assim como uma nota musical quebra um copo. Depois de anos de pesquisa Rife descobriu a frequência exata para inúmeras doenças.


A manchete do Evening Tribune (San Diego década de 30) anunciava vírus patogênico é destruído por raios afirma cientista.

Em 1934, a Universidade do Sul da Califórnia nomeou uma Comissão Especial de Pesquisa Médica para trazer pacientes de câncer terminal de Pasadena County Hospital de San Diego para a clínica e laboratório de Rife.. A equipe incluiu médicos e patologistas designados para examinar os pacientes, se ainda estivessem vivos – em 90 dias.

Após os 90 dias de tratamento, o Comité concluiu que 86,5% dos pacientes haviam sido completamente curados. O tratamento foi então ajustado aos 13,5% remanescentes, e em quatro semanas a taxa de recuperação foi de 100%.

Mas em 1939, quase todos esses ilustres médicos e cientistas negavam conhecer Rife. O que poderia ter feito com que esses brilhantes médicos e cientistas sofressem um lapso de memória? As descobertas de Rife tinham chegado a ouvidos mais poderosos. Uma tentativa simbólica foi feita para comprar Rife. Morris Fishbein, que tinha adquirido todo o estoque da American Medical Association em 1934, enviou um advogado para Rife com “uma oferta que você não pode recusar”. Rife recusou. As revistas na época foram simplesmente proibidas de escrever qualquer nota sobre Rife o caso desapareceu para sempre, devido a grande influência do império dos medicamentos.

Agora vem talvez o detalhe mais assustador desse fascinante capitulo da medicina mundial, os grandes monopólios farmacêuticos dos dias atuais são controlados pelas mesmas famílias de quase um século atrás, o que nos leva a pensar que as coisas não mudaram tanto assim.

O homem conseguiu inúmeros avanços tecnológicos mas não foi capaz de destruir um simples vírus que já foi descoberto a quase 100 anos. Será mesmo?

Royal Raymound Rife talvez um dia ocupe o lugar que merece na história da humanidade,

 (16 de maio de 1888 – 05 de agosto de 1971)

Segue abaixo uma lista de fontes para os que se interessarem pelo assunto:
www.rife.org/

www.rense.com/general31/rife.htm

Livro: The Cancer Cure That Worked –
Fifty Years Of Suppression – Barry Lynes (1987)