O profissional atual x o profissional de antigamente

Já faz algum tempo que o cenário do mercado profissional é bem diferente do que conhecemos hoje em dia. Isso porque antigamente, tanto o profissional quanto o cliente não possuíam tantas informações como possuem hoje em dia.

Isso fica ainda mais nítido pela forma como esse profissional antigo atendia seus clientes, já que na maioria das vezes cada um deles era tratado como apenas “mais um” entre vários, os quais não tinha muita consciência do que estava sendo comprado ou vendido.

Porém, hoje em dia a internet e os meios de comunicação facilitaram que os consumidores tenham as informações necessárias sobre determinados assuntos, e possam exigir opções diferenciadas de produtos e serviços.

A evolução do perfil profissional e a geração de hoje em dia

A evolução desse perfil profissional global acontece desde que o mundo é mundo, no entanto, nos últimos 50 anos, as mudanças dentro dos mercados de trabalho e também no perfil desses trabalhadores mudaram de uma forma muito drástica.

Assim, foi possível enxergar uma transformação por completo entre as relações dos empregadores com os empregados, bem como nos moldes de serviços adotados pelas empresas ao redor do mundo.

Enquanto hoje em dia a flexibilidade é considerada uma palavra-chave dentro da administração dos funcionários, foi em meados dos anos 60 que essa evolução de perfil trabalhador começou a criar seus primeiras sinas de vida, principalmente pela geração que foi batizada como Baby Boomers.

Os nascidos dentro do período de pós-guerra, configuraram uma população específica dentro do mercado de trabalho, com regras bem claras e estabilidades, como duas das características mais atrativas e marcantes dentro das questões trabalhistas.

Dentro de uma época na qual ter um emprego estável era um sinônimo de status e sucesso, esses funcionários dessa geração pensavam apenas no escritório como seu único local de serviço, exercendo todas as tarefas individuais e específicas dentro de um horário certo para começar e terminar.

Buscavam sempre a estabilidade, e escolher uma profissão era uma decisão praticamente certeira em suas vidas, já que eles iriam exercer esse mesmo cargo para o resto de suas vidas, garantindo assim uma carreira profissional longa e com recompensáveis ao longo prazo.

As mudanças vão aparecendo

Por volta dos anos 80 essas características do mercado de trabalho mundial passam a se modificar e a geração X entra em campo, trazendo consigo uma revolução que mexeu profundamente nas estruturas funcionais das empresas e também na visão dos empregadores em relação a definição do sucesso profissional.

Tanto a confiança, a competitividade a busca por independência cresce muito entre os novos trabalhadores dessa geração, e consequentemente a relação entre a recompensa e seus esforços foram modificadas, tornando agora a combinação de jovialidade e riqueza a nova tradução para o sucesso.

A busca por especializações, cursos e graduações, bem como novas oportunidades passou ser bem comum, assim como a experiência que perdeu parte da sua importância, dando lugar a ideias lucrativas.

Agora o estilo de vida workaholic passou a ser seguido e respeitado por muitas pessoas, e a vida pessoa começou a se misturar com o ambiente de trabalho, já que nenhuma nova oportunidade de negócio era descartada.

O objetivo principal desses profissionais era de alcançar o sucesso e a riqueza de uma maneira bem mais rápida, permitindo que os resultados dos seus trabalhos fossem usufruídos de forma imediata.

O profissional hoje em dia

Com o passar dos anos toda a evolução desse perfil continuou a mudar, criando a nova geração de profissionais, batizados então de Millennials que passam agora a dominar o mercado de trabalho, trazendo cada dia mais necessidades e desafios de adaptação por parte das empresas.

Agora os empregadores precisam modificar suas visões, a sua gestão de fornecedores, postura e pensamentos para conseguir atrair e manter também a força de trabalho atual.

Tanto os Millennials quanto os novos perfis profissionais estão com uma força grande dentro do globo, modificando o mercado de trabalho e criando novos comportamentos da sociedade como um todo.

O profissional precisa ficar atento as mudanças do meio, porém as empresas também precisam andar lado a lado com esses novos perfis e criar oportunidades condizentes com os novos profissionais.