O Império das Fraudes

Quanto mais se mexe, mais desanda o odor fétido das fraudes em nosso país. Todos nós somos plenamente conscientes da importância dos radares, para o necessário controle de velocidade dos veículos em nossas estradas, ruas e avenidas.

Radar em Rodovias Brasileiras

Radar em Rodovias Brasileiras

Sabemos, também, que as estatísticas nos mostram um considerável declínio no número de mortes causadas por acidentes de trânsito, provocados por excesso de velocidade, em pontos onde aqueles equipamentos estão devidamente instalados e funcionando. Mas, de repente, passamos por locais extremamente perigosos, onde se constata elevado índice de acidentes com mortes, desamparados pelos mesmos equipamentos, que agora estão ali, porém, desligados. E assim ficam por muitos e muitos dias, e até mesmo meses. E dá-lhe acidente enquanto a situação perdura.

Enquanto se discutem as cláusulas dos contratos de prestação de serviços, com o governo do Estado e as prefeituras, por parte das empresas contratadas para a instalação dos equipamentos, um parlamentar protocola uma denúncia que aponta fraude tanto no próprio contrato, quanto na indicação para a administração pública de empresa que faz o estudo para instalação, que instala e que dá a manutenção nos equipamentos. Faca e queijo na mão do bandido. Para nosso espanto, uma das cláusulas prevê o ganho por produtividade, ou seja, quanto mais multas forem aplicadas mais a empresa ganha.

A máfia dos radares também os instala em locais onde não podem ser vistos pelos motoristas, e a arrecadação, apenas em uma pequena localidade próxima de Belo Horizonte, em onze meses chegou a mais de dez milhões de reais, com cem mil multas aplicadas. A denúncia chegou até o governador que, acusado de impedir a implantação de uma CPI para investigar os fatos, pressionou deputados a retirarem suas assinaturas do documento que garantiria o disparo da CPI dos radares no Estado de Minas Gerais. Daqui e dali, cresce o império das fraudes num país chamado Brasil.